Apoie o Blog!

terça-feira, 28 de junho de 2022

Patriarch Moy Yat Tribute 2022

Hoje celebramos o dia do aniversário do Patriarca Moy Yat. Nascido em 1938 e tendo falecido em 2001, sua contribuição para a comunidade marcial e especificamente para o Sistema Ving Tsun é tamanha, que suas ações e inovações, perduram através de seus descendentes dentre os quais, me incluo.
Foi através de uma expressão criada por ele chamada 'Kung Fu Life', que ele pode apresentar aos seus discípulos e a comunidade marcial, a maneira pela qual havia aprendido com o lendário Patriarca Ip Man.
Neste ano, através de um singelo vídeo de um minuto, o site Inside Ving Tsun faz essa pequena homenagem a este homem que através de uma maneira própria de transmitir o Ving Tsun, possibilitou com que as histórias aqui contadas, tivessem sua coerência dentro do que chamamos no Brasil de 'Vida-Kung Fu'.

Today we celebrate Patriarch Moy Yat's birthday. Born in 1938 and having passed away in 2001, his contribution to the martial community and specifically to the Ving Tsun System is such that his actions and innovations endure through his descendants, among which I include myself.
It was through an expression created by him called 'Kung Fu Life', that he was able to introduce to his disciples and the martial community, the way he had learned from the legendary Patriarch Ip Man.
This year, through a simple one-minute video, the Inside Ving Tsun website makes this small tribute to this man who, through his own way of transmitting Ving Tsun, made it possible for the stories told here to have their coherence within what we call in Brazil 'Vida-Kung Fu'.





The Disicple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com


segunda-feira, 27 de junho de 2022

Master Julio Camacho visits MYVT Meier School


 Durante sua estadia no Brasil durante o mês de Junho, também houve tempo para um momento muito especial com meu Si Fu no Mo Gun de minha Família Kung Fu. Pensando em priorizar os membros da minha Família Kung Fu, conversei com meus irmãos Kung Fu mais próximos, para explicar que preferiria deixar essa visita reservada aos meus alunos. Tiveram algumas exceções como o Rodrigo Moreira, que já frequenta o Mo Gun regularmente[E funcionaria como assistente do Si Fu na ocasião] e do próprio Marcelo Barreto. Marcelo retomou a prática tem alguns meses, mas sem muitas oportunidades de ter contato com o Si Fu. 
Desta forma, sabia que teríamos uma noite bem especial para a Família Moy Fat Lei. 
Esta visita ao Mo Gun da minha Família, teve uma série de camadas e de acontecimentos distintos e simultâneos. 

During his stay in Brazil during the month of June, there was also time for a very special moment with my Si Fu at the Mo Gun of my Kung Fu Family. Thinking about prioritizing the members of my Kung Fu Family, I talked to my closest Kung Fu brothers, to explain that I would prefer to make this visit reserved for my students only. There were some exceptions such as Rodrigo Moreira, who already attends the Mo Gun regularly [And would work as Si Fu's assistant at the time] and Marcelo Barreto himself. Marcelo resumed the practice a few months ago, but without many opportunities to have contact with Si Fu. In this way, he knew that we would have a very special night for the Moy Fat Lei Family.
This visit to my Family's Mo Gun had a series of layers and different and simultaneous events.
Por isso, uma série de reparos e mudanças em nosso Mo Gun foram promovidos, para que a partir disso os meus alunos pudessem interagir e a partir daí algum potencial ser aproveitado. Para mim, ao buscar o Si Fu na casa de sua mãe, mal sabia tudo o que aconteceria...

Acabei chegando com uma hora de antecedência e fiquei vendo vídeos do 'Britain´s Got Talent' enquanto esperava ele. Isso fez com que a bateria do meu carro parasse de funcionar 15 minutos antes dele descer. Precisei da ajuda do pessoal da segurança do prédio para empurrar o carro e faze-lo pegar no tranco. Quando o carro ligou, pensei: 'Ufa!'. - Porém, o principal estava ainda por vir, que foi a conversa que tivemos a caminho do Mo Gun. Pegamos toda a hora do rush, e foi o suficiente para conversarmos...

Therefore, a series of repairs and changes in our Mo Gun were promoted, so that from there my students could interact and from there some potential could be used. For me, when I was waiting for Si Fu at his mother´s house, I hardly knew everything that would happen...
I ended up arriving an hour early and was watching videos of 'Britain's Got Talent' while I waited for him. This caused my car battery to stop working 15 minutes before he went downstairs. I needed the help of the security people in the building to push the car and make it start in stride. When the car started, I thought: 'Phew!'. - However, the main thing was yet to come, which was the conversation we had on the way to the Mo Gun. We caught the whole rush hour, and it was enough for us to talk...

Eu havia pedido para o Si Fu trabalhar algo relacionado ao 'Cham Kiu' com meus alunos. Sabia que diferente de mim, Si Fu iria fundo na essência do Cham Kiu, por um caminho bem diferente do meu insistente didatismo[Ainda muito presente nesse momento da minha carreira].
Si Fu costuma primeiro propor algo que o permita avaliar o quanto as pessoas estão realizadas sobre aquilo que ele vai falar. Ao perceber algum nível de confusão entre assuntos ou imprecisão no uso das palavras, ele aprofunda-se mais nesses aspectos. Depois, ele faz a mesma abordagem essencial na prática. 
E assim foi nossa conversa... Geralmente as conversas com Si Fu comigo vinham tendo uma abordagem para reflexão a partir de uma fala edificante. Desta vez não foi bem assim... Alguns temas baseados em imprecisões, precisavam ser acertados e alinhados. Por ainda estar confundindo alguns tópicos, Si Fu fez questão de ficar comigo por mais quarenta minutos dentro do carro parado na porta do Mo Gun no Méier. E além disso, foi uma conversa na qual pude me expressar também...

I had asked Si Fu to work on something related to 'Cham Kiu' with my students. I knew that, unlike me, Si Fu would go deep into the essence of Cham Kiu, in a very different way from my insistent didacticism [Still very present at this point in my career].
Si Fu usually first proposes something that allows him to assess how much people are aware with what he is going to say. When noticing some level of confusion between subjects or imprecision in the use of words, he delves deeper into these aspects. Then he takes the same essential approach in practice.
And  so was our conversation... Usually the conversations with Si Fu with me had an approach to reflection based on an edifying speech. This time it wasn't quite like that... Some themes based on inaccuracies needed to be fixed and aligned. Because I was still confusing some topics, Si Fu insisted on staying with me for another forty minutes inside the car stopped at the door of the Mo Gun in Méier. And besides, it was a conversation in which I could express myself too...


Muita gente em nosso Clã acha que 'No Cham Kiu não se golpeia'... - De fato, não há qualquer Jiu Sik presente no Cham Kiu com característica ofensiva a meu ver. Porém, não se trata disso, a questão é que o braço de cima que projeta o ponto de referencia médio, através do contato com o braço do outro permite com que a distancia seja mantida para as duas partes. Essa sensibilidade, faz com que o conceito de transpor o ponto de referencia médio após ocupá-lo, aconteça de maneira legitima. Você não transpõe porque golpeou, mas por que a possibilidade lhe foi oferecida. O contrário disso, talvez fosse passar dos limites estabelecidos pelo outro, e abusar da relação. 
Quando voltávamos no carro, também falamos sobre isso. Estou junto com o Si Fu tem 23 anos... Isso é muita coisa... Alguns alunos tinham 2 anos de idade quando eu já seguia o Si Fu, outros nem tinham nascido. Relações muito longas tem seus diferentes momentos. Mas naquele dia, Si Fu falou sobre 'limites' na volta pra casa. Mas acho aquilo que mais me tocou dentro dessa conversa, foi quando ele falou da necessidade de atualizar quem nós somos agora. E da impossibilidade dele ser quem já foi. Bom, não foi bem isso que ele disse mas foi o que ficou para mim. 
Muita gente costuma me elogiar pela minha hiperminesia recorrente, mas por outro lado, ela traz a dificuldade em alguns momentos de 'atualizar' as coisas... 
O Cham Kiu propõe uma movimentação constante, não só dos braços[como no Siu Nim Tau], mas ele apresenta uma maior complexidade ao lidarmos com movimentos lineares e de angulação em função do outro. Se ficarmos presos ao movimento anterior ou refletirmos demais sobre o seguinte, 'matamos' o movimento em si. É difícil, mas não impossível... Acho que eu e meus alunos, tivemos uma grande oportunidade relacionada ao Cham Kiu com o Si Fu naquela noite...

Many people in our Clan think that 'In Cham Kiu one does not strike'... - In fact, there is no Jiu Sik present in Cham Kiu with offensive characteristics in my opinion. However, this is not the case, the point is that the upper arm that projects the middle reference point, through contact with the other's arm, allows the distance to be maintained for both parties. This sensitivity makes the concept of transposing the average reference point after occupying the center legit. You do not transpose because you wanna hit, but because the possibility was offered to you. The opposite of that, maybe it would be going beyond the limits established by the other, and abusing the relationship.
When we got back in the car, we talked about it too. I'm with Si Fu for 23 years now... That's a lot... Some students were 2 years old when I was already following Si Fu, others weren't even born. Very long relationships have their different moments. But that day, Si Fu talked about 'limits' on the way home. But I think what touched me the most in this conversation was when he spoke of the need to update who we are now. And the impossibility of him being who he once was. Well, that's not what he said, but that's what I got.
A lot of people usually praise me for my recurrent hyperminesia, but on the other hand, it makes it difficult at times to 'update' things...
Cham Kiu proposes a constant movement, not only of the arms [as in the Siu Nim Tau], but it presents a greater complexity when dealing with linear and angular movements depending on the other. If we get stuck on the previous movement or think too much about the next one, we 'kill' the movement itself. It's difficult, but not impossible... I think my students and I had a great opportunity related to Cham Kiu with Si Fu that night...


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira 'Moy Fat Lei'
moyfatlei.myvt@gmail.com



segunda-feira, 20 de junho de 2022

BRUSSELS WALKTROUGH WITH MASTER JULIO CAMACHO

 

Começamos o dia com um café da manhã muito especial, pois Si Fu compartilhou de forma muito intimista e com muitos detalhes, toda a sua historia que precedeu sua entrada na Familia Kung Fu, bem como, seus primeiros anos. Aquele momento foi tão impactante, que Si Fu chegou a se emocionar lembrando-se dos tempos de altas aventuras, quando iniciou seu processo na Familia Moy Yat Sang.

We started the day with a very special breakfast, as Si Fu shared in a very intimate way and with many details, all his history that preceded his entry into the Kung Fu Family, as well as his early years. That moment was so impactful, that Si Fu got emotional remembering the times of high adventures, when he started his process in the Moy Yat Sang Family.
Saímos do hotel e fui conduzindo Si Fu pelas ruas de Bruxelas. Ele conversou bastante com meu irmão Kung Fu, e em vários momentos, teceu comentários para nós dois a respeito do objetivo por detrás dessa viagem de onze dias por tantos países. 

We left the hotel and I was leading Si Fu through the streets of Brussels. He talked a lot with my Kung Fu brother, and at various times, he made comments to both of us about the purpose behind this eleven-day trip through so many countries.
Si Fu ficou consternado com toda a beleza da Grand Place. O roteiro da Bélgica, foi feito por mim de ultima hora a caminho de Portugal. Lembro de ter lido que a Grand Place é o coração da cidade, e o livro guia de viagens não se enganou. 
Bruxelas é um local com pessoas de varias partes do mundo, mas realmente chamou a atenção a quantidade de pessoas de países árabes, no meio dessa metrópole com tanta diversidade.

Si Fu was shocked by all the beauty of the Grand Place. The Belgium itinerary was made by me at the last minute on the way to Portugal. I remember reading that the Grand Place is the heart of the city, and the travel guide book was not wrong.
Brussels is a place with people from all over the world, but the amount of people from Arab countries really drew attention, in the midst of this metropolis with so much diversity.

Paramos num PUB inglês para que eu pudesse provar uma GUINESS original no copo adequado. Si Fu achou divertida a ideia, e la ele teve uma conversa muito emblemática com meu irmão Kung Fu Claudio.

We stopped at an English PUB so I could taste an original GUINESS in the proper glass. Si Fu thought the idea was fun, and there he had a very emblematic conversation with my Kung Fu brother Claudio.
Si Fu compartilhou conosco sobre sua visão a respeito de como entrar na Europa com o Clã Moy Jo Lei Ou, e mais do que isso: Por onde entrar. 
Enquanto caminhávamos por lugares desconcertantes, ainda assim, não senti aquela mesma fagulha que senti em Varsóvia! São coisas do coração mesmo!

Si Fu shared with us about his vision on how to enter Europe with the Moy Jo Lei Ou Clan, and more than that: Where to enter.
As we walked through bewildering places, I still didn't feel that same spark I felt in Warsaw! These are really heartfelt things!
Terminamos o dia com mais uma visita de reconhecimento a região de Bruxelas e na sequencia um jantar em um restaurante chinês de muito boa qualidade. Lá, Si Fu começando da parte para o todo. Compartilhou suas impressões sobre como "fazer o nome" profissionalmente no mundo das artes marciais. Essa conversa foi muito valiosa. E um jeito digno de fechar a saga da Bélgica! 

We ended the day with another reconnaissance visit to the Brussels region, followed by a dinner at a very good quality Chinese restaurant. There, Si Fu starting from the part to the whole. He shared his impressions on how to "make a name" professionally in the martial arts world. This conversation was very valuable. And a worthy way to close the saga of Belgium!


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira 'Moy Fat Lei'
moyfatlei.myvt@gmail.com



sexta-feira, 17 de junho de 2022

Master Julio Camacho visits my house -KUNG FU LIFE AND BAAT JAAM DO


 Receber a visita do seu Si Fu em sua casa, é uma honra muito grande. Acontece que quando você começa a seguir um Si Fu, você não tem intimidade com ele suficiente para fazer tal convite. Ainda que em nosso Clã não tenhamos um “manual para etiquetas e protocolos da Vida-Kung Fu”, aprendemos através da convivência, a perceber no ar, o que é mais apropriado em determinado momento. Com isso, muitos convites o Si Fu não deveria aceitar[Ainda que pudesse ou mesmo quisesse], pois as chances de “perder a cara” seriam muito grandes. Porém, conforme você vai ganhando mais proximidade, cerots convites já poderão ser feitos e aceitos. O que acontece, é que junto de você, tem muitos outros discípulos que demandam atenção também. Com isso, o tempo de um Si Fu com uma carreira de longa data, passa a ser muito disputado. Então, apenas por esses fatores, já seriam motivos mais do que suficientes para valorizar a presença do meu Si Fu em minha residência naquela Sexta. Junto dele, meu Si Hing Leonardo e outros irmãos Kung Fu também estiveram presentes. Meu aluno Artur José, também almoçou conosco e permaneceu por alguns momentos ao longo da tarde. 

Receiving a visit from your Si Fu at your home is a great honor. It turns out that when you start following a Si Fu, you don't have enough relationship with him to make such an invitation. Although in our Clan we don't have a “manual for protocols of Kung Fu-Life”, we learn through the years, to perceive in the air, what is most appropriate at a given moment. With that, Si Fu should not accept many invitations [Even if he could or even wanted to], because the chances of "losing face" would be very high. However, as you gain more proximity, certain invitations can already be made and accepted. What happens is that next to you, there are many other disciples who also demand attention. With this, the time of a Si Fu with a long-standing career becomes very disputed. So, just for these factors, those would be more than enough reasons to value the presence of my Si Fu in my residence that Friday. Along with him, my Si Hing Leonardo and other Kung Fu brothers were also present. My student Artur José also had lunch with us and stayed for a few moments throughout the afternoon.

A ideia era que pudéssemos trabalhar detalhes sobre a listagem do últmo Domínio do Sistema Ving Tsun com meu Si Hing[FOTO] sob a orientação do Si Fu. Queríamos estudar pontos específicos da listagem, e para tal bolamos um plano infalível: “ E se nos preparássemos um mês antes de tal forma, que não houvesse outra possibilidade para o Si Fu, a não ser trabalhar o que buscávamos?” - Parecia uma boa estratégia, lapidar todo o restante, para que nossa execução não apontasse para outros furos que não nos interessavam naquele momento. Sem julgar a inocencia de nossa ação, uma coisa era certa: Aquela tarde de Sexta começara para nós bem antes, e perdura até hoje, sempre que nos encontramos para desdobrar o que vimos com o Si Fu. 

The idea was that we could work out details about the listing of the last Domain of the Ving Tsun System with my Si Hing[PHOTO] under the guidance of Si Fu. We wanted to study specific points of the list, and for that we came up with an infallible plan: "What if we prepared a month before in such a way, that there was no other possibility for Si Fu, except to work what we were looking for?" - It seemed like a good strategy, polishing everything else, so that our execution would not point to other holes that we weren't interested in at that moment. Without judging the innocence of our action, one thing was certain: That Friday afternoon had started for us much earlier, and it continues to this day, whenever we meet to unfold what we saw with Si Fu.

Longe dali, acontecia outra prática com o restante do pessoal. Cláudio, Silva e Carlos Antunes faziam uma prática referente ao momento em que se encontram no Domínio “ Baat Jaam Do”. Acho que nem nos meus sonhos mais fantasiosos, imaginaria que um dia a casa onde moro, se tornaria palco de práticas do último Domínio do Sistema Ving Tsun. Quando terminava o futebol, eu ligava minha fita K-7 e ficava praticando sozinho no meu antigo quarto na adolescência fazendo o que dava.... Havia comprado um saco de pancadas, mas o que aprendia no Ving Tsun não encontrava muito uso ali. Eu estava no “Cham Kiu”, e essas memórias me vinham a cabeça ao longo da tarde... Sem fita K-7, sem saco de pancadas, mas com muito mais Kung Fu. 

Far away, another practice took place with the rest of the brothers... Cláudio, Silva and Carlos Antunes did a practice referring to the moment in which they found themselves in the “Baat Jaam Do” Domain. I don't think even in my wildest dreams, I would have imagined that one day the house where I live would become the stage for practices in the last Domain of the Ving Tsun System. When soccer matches I used to play were over, I would turn on my K-7 tape and practice alone in my old room as a teenager doing whatever I could.... I had bought a punching bag, but what I learned in Ving Tsun didn't find much use there. I was at “Cham Kiu”, and these memories came to mind throughout the afternoon... No K-7 tape, no punching bag, but much more Kung Fu.
Voltando ao almoço, talvez tenha acontecido o momento mais significativo do dia... Sabe, eu tenho passado grande parte do meu tempo[cada vez mais], como um Si Fu. Com isso, tenho tido poucas oportunidades na prática, de ser um To Dai. Isso acontece também porque meu Si Fu mora nos EUA, e por mais que nos falemos com frequência, o encontro presencial ainda faz toda a diferença. 
Então estávamos a mesa, e começamos a nos servir. O almoço havia sido preparado gentilmente pela minha mãe. Acontece que uma das etiquetas mais básicas do círculo marcial, é esperar o Si Fu começar a comer para que comecemos em seguida. Então sem me dar conta, comecei a comer antes. Percebendo minha ação, rapidamente Si Fu disse :“Vamos comer !” - Imediatamente percebi o que tinha feito, e a comida começou a descer como se fossem pedrinhas do fundo de algum aquário. Se fosse uma luta de vida ou morte, eu teria morrido. Por hora, eu só tinha cometido uma gafe tremenda. 

Going back to lunch, maybe the most significant moment of the day happened... You know, I've been spending a lot of my time [more and more] as a Si Fu. With that, I have had few opportunities in practice, to be a To Dai in the last two years. This also happens because my Si Fu lives in the USA, and as often as we talk to each other, the face-to-face meeting still makes all the difference.
So we were at the table, and we started to serve ourselves. Lunch had been kindly prepared by my mother. It turns out that one of the most basic etiquettes of the martial circle is to wait for Si Fu to start eating so we can start right away. So without realizing it, I started eating before. Realizing my action, Si Fu quickly said: "Let's eat!" - Immediately I realized what I had done, and the food began to descend as if they were pebbles from the bottom of some aquarium. If it was a life and death fight, I would have died. For now, I'd only made one massive faux pas.

A casa onde vivo, tem muita história... Ela era o terraço da casa da tia do Si Fu onde ele começou a dar suas primeiras aulas de Ving Tsun em 1995. Mais tarde, sua prima a Mestra Ursula Lima, casou-se com o Sr. Ricardo Lopes e construíram essa casa onde ficava o tal terraço. Local esse que frequentei inúmeras vezes, por diferentes motivos. Finalmente, quando decidiu se mudar para os EUA, minha Si Suk Ursula ofereceu a casa para eu alugar. Na ocasião fiquei muito honrado, pois levando em consideração que a própria Si Suk tem discípulos que moram de aluguel, tomei aquele gesto como uma grande demonstração de carinho. 
Então, ao final do dia sentamos na minha sala e Si Fu conduziu uma roda de considerações sobre como havia sido o dia para cada um[FOTO]. Para mim ainda não estava claro o que estava acontecendo... Foram muitas as vezes em que estive com Silva e Carlos em algumas das casas do Si Fu, e Si Fu estava bem mais a vontade em minha casa do que eu próprio[risos]. Era como se eu fosse convidado em meu próprio lar... Mas as vezes é assim mesmo, a ficha só cai depois...

The house where I live has a lot of history... It was the terrace of Si Fu's aunt's house where he started giving his first Ving Tsun classes in 1995. Later, his cousin, Master Ursula Lima, married Mr. Ricardo Lopes and built this house where the terrace was. This place I frequented countless times, for different reasons. Finally, when she decided to move to the US, my Si Suk Ursula offered the house for me to rent. At the time I was very honored, because taking into account that Si Suk herself has disciples who live on rent, I took that gesture as a great show of affection.
So, at the end of the day we sat in my living room and Si Fu led a circle of considerations about how the day had been for each one [PHOTO]. It was still not clear to me what was happening... There were many times I was with Silva and Carlos in some of Si Fu's former houses, and Si Fu was much more comfortable in my house than I was [laughs] . It was as if I was a guest in my own home... But sometimes it's just like that, it only sinks in later...

Tinha uma propaganda antiga da década de 2000, do serviço de entregas chamado “Ninja Burger”. A premissa era de que os entregadores iam até sua casa levar o hamburguer vestidos de Ninja e entregavam sem voce perceber. A propaganda chegava ao ponto de mostrar os entregadores entrando na casa da pessoa e deixando o hamburguer sobre a bancada da pia sem serem percebidos..risos Vendo como meus irmãos Kung Fu deixaram minha casa em perfeita ordem, como se nenhuma prática tivesse acontecido ali... Me fez lembrar dessa propaganda. Nem parecia que eles estiveram ali... E essa questão de “ Deixar o ambiente melhor do que estava quando voce chegou”, é algo que aprendi com meu Si Fu. Com o tempo, ressignifiquei entendendo que não se trata só do uso que voce fez dos objetos, mas da sua presencça ser algo que agrega ao ambiente. Não tenho dúvidas, que o melhor expoente dessa habilidade em nossa Família é o Carlos Antunes[em primeiro plano na foto]. Onde quer que ele vá, a energia muda positivamente e todos se despedem dele com um sorriso. Assim como acontece com o Si Fu. Essa é uma habilidade ainda que preciso desenvolver...  E talvez tenha sido meu segundo grande aprendizado naquele dia... “ Como deixar o ambiente melhor do que estava quando cheguei”. 

It had an old advertisement from the 2000s for a delivery service called “Ninja Burger”. The premise was that delivery guys would come to your house to deliver the burger dressed as Ninjas and deliver without you realizing it. The advertisement went so far as to show the delivery men entering the person's house and leaving the hamburger unnoticed..laughs Seeing how my Kung Fu brothers left my house in perfect order, as if no practice had taken place there. .. It reminded me of this advertisement. It didn't even look like they were there... And this question of “Leaving the environment better than it was when you arrived”, is something I learned from my Si Fu. Over time, I gave new meaning to the understanding that it is not just about using the objects you made use off, but about your presence being something that adds to the environment. I have no doubt that the best exponent of this skill in our Family is Carlos Antunes [in the foreground in the photo]. Wherever he goes, the energy changes positively and everyone says goodbye to him with a smile. As with Si Fu. This is a skill I still need to develop... And maybe it was my second big learning that day... “How to leave the environment better than when I arrived”.


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira 'Moy Fat Lei'
moyfatlei.myvt@gmail.com







segunda-feira, 30 de maio de 2022

SPECIAL STUDENTS OF MOY YAT LINEAGE GATHERING IN RIO


 Recentemente estive com o meu Si Gung Leo Imamura durante sua Visita Oficial ao Núcleo Freguesia, e ele lembrou de algo muito importante: De que a presença do Si Fu da pessoa em um determinado local, mostra a sua anuência ao trabalho que está sendo realizado ali. Ele pontuou isso, ao mostrar uma foto do Patriarca Ip Man, visitando o Mo Gun da Família Moy Yat na década de '60. Por isso, eu particularmente estava muito feliz de ver o Si Fu ali naquele recinto na manhã daquele Domingo. Pois o café da manhã que reuniu discípulos de diferentes gerações, ocorreu nas dependências do condomínio onde vive o praticante mais antigo de nossa Família Kung Fu: O Daai Si Hing Leonardo Reis. 
Diz-se no círculo marcial, que o Si Fu só vai onde o convidam para ir. Quando isso não ocorre, talvez ele não tenha sido convidado ou não quisesse ir. Ter o Si Fu ali, de certa forma tem um potencial de aumentar o número de pessoal que procuram o Daai Si Hing da Família para praticar. Já que ele tem se disponibilizado tanto para isso e tem muito o que compartilhar. 

I was recently with my Si Gung Leo Imamura during his Official Visit to the Freguesia School, and he remembered something very important: That the presence of the person's Si Fu in a certain place shows his agreement to the work being carried out there . He punctuated this by showing a photo of Patriarch Ip Man visiting the Moy Yat Family's Mo Gun in the '60s. Therefore, I was particularly happy to see Si Fu there in that place on that Sunday morning. The breakfast, which brought together disciples from different generations, took place on the premises of the condominium where the elder practitioner of our Kung Fu Family lives: Daai Si Hing Leonardo Reis.
It is said in the martial circle that a Si Fu only goes where they invite him to go. When that doesn't happen, maybe he wasn't invited or didn't want to go. Having the Si Fu there, in a way, has the potential to increase the number of people who seek the Daai Si Hing of the Family to practice. Since he has made himself available so much for this and has a lot to share.
Foi engraçado observar em alguns momentos o Daai Si Hing[foto] conduzindo a prática na manhã deste Domingo. Em determinado momento, percebi ele compartilhando com muita velocidade uma série de detalhes com a Carmen. Parecia que ele queria passar o máximo que podia naquele pouco tempo que tínhamos. Além dele, sua esposa [foto], a Daai Si Je Catia Reis nos brindou com um excelente café da manhã. Segundo Carlos Antunes, o único defeito do café da manhã era a quantidade de opções que nos impedia de sentarmos. Sempre parecia ter algo mais gostoso para comer. 

It was funny to see Daai Si Hing[PHOTO] leading the practice this Sunday morning. At one point, I noticed him very quickly sharing a series of details with Carmen. It looked like he wanted to share as much info as he could in that little time we had. Besides him, his wife [photo], Daai Si Je Catia Reis offered us an excellent breakfast. According to Carlos Antunes, the only problem with the breakfast was the amount of options that prevented us from sitting down. There always seemed to be something better to eat.

O Professor François Jullien, diz que :“Kung Fu é a habilidade de transformar o difícil em fácil ”- Naquela manhã Si Fu praticou com alguns membros da Família Kung Fu como o Fernando Xavier[foto]. Ver a facilidade que Si Fu abre a guarda do adversário e o quanto ele faz isso sorrindo, é sempre desconcertante. Devido a tudo ser feito como se num número de ilusionismo, o adversário acaba sorrindo ao ser golpeado por reconhecer a legitimidade e sua falta de atenção. De toda forma, as vezes achei que essa habilidade apareceria para mim como num passe de mágica... Porém, é necessário muito estudo e dedicação para que tenhamos essa capacidade um dia. A de fazer o Chi Sau ficar divertido. 

Professor François Jullien says that: “Kung Fu is the ability to turn difficult into easy” - That morning Si Fu practiced with some members of the Kung Fu Family like Fernando Xavier [photo]. Seeing the ease with which Si Fu opens the opponent's guard and how much he does it smiling is always disconcerting. Due to everything being done as if in an illusionist act, the opponent ends up smiling when being hit for recognizing the legitimacy and his lack of attention. Anyway, sometimes I thought that this ability would appear to me as if by magic... However, it takes a lot of study and dedication for us to have this ability one day. Making Chi Sau fun.
Eram 4am quando meu discípulo Rodrigo[foto] me pegou em minha casa para irmos buscar Si Fu e Si Mo no aeroporto. Para mim, sempre é um prazer recebe-los assim que chegam. Acho que o primeiro contato que estabelecemos dá o tom de todo o resto. Não tenho conseguido me fazer presente nas despedidas, mas sempre estou atento para ver o quanto essa minha incapacidade está relacionada a uma mudança de interesses de minha parte ou de uma falta de organização que me impede de estar onde quero. 

It was 4am when my disciple Rodrigo[photo] picked me up at my house to pick up Si Fu and Si Mo at the airport. For me, it is always a pleasure to receive them as soon as they arrive. I think the first contact we established sets the tone for everything else. I haven't been able to be present at the farewells, but I'm always attentive to see how much my inability is related to a change of interests on my part or a lack of organization that prevents me from being where I want to be.
Esse ano completo 23 anos seguindo meu Si Fu ininterruptamente. Eu me orgulho muito disso. Concordando ou discordando sempre fiz questão de estar junto. Ouvi recentemente de um profissional que respeito muito, que na vida a tendência é o afastamento, e que o nosso trabalho é permanecermos juntos. Também acredito que minha lealdade possa inspirar meus descendentes. Assim como a lealdade de Si Fu ao Si Gung, sempre me inspirou.

This year I complete 23 years following my Si Fu uninterruptedly. I'm very proud of it. Agreeing or disagreeing, I always made a point of being together. I recently heard from a professional I respect a lot, that in life the tendency is to move away, and that our job is to stay together. I also believe that my loyalty can inspire my descendants. Just like Si Fu's loyalty to Si Gung, it always inspired me.

As vezes eu sento nessa quadra antes do Daai Si Hing descer, e aproveito para tirar umas fotos em preto e branco. Tem um ângulo que gosto de pegar, que me lembram aquelas cidades do leste europeu da época da União Soviética que tem umas quadras abandonadas. Principalmente quando o dia está nublado, é mais fácil de fazer isso. Ontem por acaso, Si Fu falou que céu azul e sol deixam ele feliz. Eu gosto muito mais de dias nublados e meio cinzas com uma chuva fina caindo. Quando estou com meu irmão-Kung Fu Rodrigo, sempre falo:“Uma bela tarde escocesa!” -Ele ri entendendo a referencia ao filme 'Coração Valente'[1995]. Vendo o dia tão bonito ontem, do jeito que Si Fu gosta, me veio a cabeça uma fala do Si Gung que gostei bastante: A da importância de reconhecermos a homogeneidade na heterogeneidade. 

Sometimes I sit on this court before Daai Si Hing comes down, and I take the opportunity to take some black and white photos. It has an angle that I like to take, which reminds me of those cities in Eastern Europe from the time of the Soviet Union. Especially when the day is cloudy, it's easier to do this. Yesterday by chance, Si Fu said that blue sky and sun make him happy. I like a lot more cloudy and gray days with a light rain falling. When I'm with my Kung Fu-brother Rodrigo, I always say: "A beautiful Scottish afternoon!" -He laughs understanding the reference from the movie 'Braveheart' [1995]. Seeing the day so beautiful yesterday, the way Si Fu likes it, a speech by Si Gung that I really liked came to my mind: The importance of recognizing homogeneity in heterogeneity.

A ideia de Si Fu era de que os familiares pudessem estar presentes. Na manhã de ontem, tivemos esposas e filhas, como a Alice Cianci[foto] que é filha do Carlos Antunes. E ver a Alice me fez lembrar da Jade, da Julinha, da Rebeka... E de todas essas crianças que hoje já são adultas ou adolescentes, e que nos lembram a todo o momento a velocidade com que o tempo passa. E claro, a importancia de seguir junto, a todo o custo. Sigamos!

Si Fu's idea was that family members could be present. Yesterday morning, we had wives and daughters, like Alice Cianci[photo] who is Carlos Antunes' daughter. And seeing Alice reminded me of Jade, Julinha, Rebeka... And all those children who are now adults or teenagers, and who constantly remind us of the speed with which time passes. And of course, the importance of following along, at all costs. 


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myv






sexta-feira, 15 de abril de 2022

Why is it so important that a Ving Tsun Master have released an epic fantasy book?

[Quando fui presenteado pelo autor, com a edição em português alguns anos atrás]
[When I was presented by the author with the Portuguese edition a few years ago]


 Já está no ar para download a versão em ingles do livro de fantasia épica escrita pelo Mestre Leonardo Reis[FOTO ACIMA], chamado 'Storm Dragons'. Mais do que um simples review sobre o livro, começo o artigo com uma indagação: Por que é tão importante que um Mestre de Ving Tsun tenha escrito um livro de fantasia?
Existe um termo em francês chamado mise-en-scene que significa literalmente, 'por em cena'. O  mise-en-scene é a habilidade de um diretor de orquestrar o resultado final em conjunto com sua equipe e elenco do: Conteúdo dramático, a sonoplastia; o cenário; a iluminação; o figurino, a atuação, etc... Então, a mise-en-scene começa a ser construída na imaginação do diretor e vai ganhando forma durante ensaios e decupação de cada cena... 'O ator vai estar a esquerda ou a direita?..'  [A criação do desejo - Cinema e Psicanálise Vol. 1 - Dunker, Ana Lucia Rodrigues, 2015]
Portanto pela segunda vez na América Latina, vemos um Mestre de Kung Fu de alto calibre não falar das técnicas de sua arte, mas poderemos observar como seu Kung Fu se expressa através do engendramento entre personagens, cenários, falas e escolhas...  E 'Storm Dragons' que é chamado pelo autor de Cinelivro, tem uma possibilidade real, de permitir com que o leitor do círculo marcial, aprecie outras manifestações de Kung Fu que não sejam as mais óbvias. Pois como diz a Professora Anne Cheng, o Kung Fu foi popularizado no ocidente dentro de um sentido muito redutor devido ao cinema. E isso se aplica também aos praticantes, que por muitas vezes não vão se interessar pela expressão do artista quando a mesma não é aparente. 
O que é mais curioso, é que o próprio Mestre do autor do livro, o Mestre Senior Julio Camacho, atingiu grande sucesso a mais de vinte anos atrás com um livro chamado 'Tao do Surf - Zen e a Arte de pegar onda'. E agora ao adquirirmos a obra de Leonardo Reis,  poderemos saber se o discípulo número 1 de Mestre Julio Camacho, também compôs a mise-en-scene de seu Cinelivro com Kung Fu.

The English version of the epic fantasy book written by Master Leonardo Reis [PHOTO ABOVE], called 'Storm Dragons', is now available for download. More than a simple review of the book, I start the article with a question: Why is it so important that a Ving Tsun Master has written a fantasy book?
There is a French term called mise-en-scene which literally means, 'to put on the scene'. Mise-en-scene is a director's ability to orchestrate the final result together with his crew and cast of: Dramatic content, sound design; the set; the ilumination; the costumes, the acting, etc... Then, the mise-en-scene begins to be built in the director's imagination and takes shape during rehearsals and decoupage of each scene... 'The actor will be on the left or the right ?..' 
[The Creation of Desire - Cinema and Psychoanalysis Vol. 1 - Dunker, Ana Lucia Rodrigues, 2015]
Therefore, for the second time in Latin America, we see a high caliber Kung Fu Master not talking about the techniques of his art, but we will be able to observe how his Kung Fu is expressed through the engendering of characters, scenarios, lines and choices... And ' Storm Dragons', which is called by the author of CineNovel, has a real possibility, to allow the reader of the martial circle, to appreciate other manifestations of Kung Fu that are not the most obvious. As Professor Anne Cheng says, Kung Fu was popularized in the West in a very reductive sense due to cinema. And this also applies to practitioners, who are often not interested in the artist's expression when it is not apparent.
What is more curious is that the Master of the book's author, Senior Master Julio Camacho, achieved great success more than twenty years ago with a book called 'Tao do Surf - Zen and the Art of Surfing'. And now, when we acquire Leonardo Reis' work, we will be able to know if Master Julio Camacho's number 1 disciple also composed the mise-en-scene of his Cine-Novel with Kung Fu.

[Mestre Senior Julio Camacho e seus alunos mais antigos: Mestre Leonardo Reis e eu de preto]
[Senior Master Julio Camacho and his oldest students: Master Leonardo Reis and me in black]

'....The first makes a piercing attack with the spear. Night Eye deflects the blow with his weapon in a vertical position, and immediately strikes down with its blade in a precise slice to his opponents´s jugular. Unsuccessfully, the young hunter tries to stop the bleeding with both hands. He gasps as he falls on knees, then crashes into the ground...' [Strom Dragons, L.S. Reis] - Nesse trecho do livro, e em outros a seguir como na primeira luta da personagem Minara como uma Storm Dragon. Observamos que os embates tendem a acabar rapidamente e o autor faz um esforço real, para colocar sua verdade nos movimentos e decisões das personagens. Não é incomum, observar uma luta onde na impossibilidade de usar sua arma a perosoagem chuta. Ou, numa outra situação, usa o cabo da mesma. 
Observamos que no filme clássico 'Easy Rider', as personagens de Dennis Hopper e Peter Fonda estão prestes a iniciar sua viagem. Após ligarem suas motos, Peter Fonda num gesto simbólico joga fora seu relógio. E quando a estrada se abre a sua frente, a música 'Born to be Wild' explode na tela. O que seria apenas mais um filme de motociclistas, consegue redefinir o significado de viajar de moto para toda uma geração, fazendo uso da música e sua letra para constituir a ação. 
Mestre Leonardo Reis, em seu livro faz o mesmo em cenas como quando Zairos passa perto de ter sua mandíbula quebrada pelo adversário. Muito antes disso no livro, ele monta todo um cenário, que nos faz entender que aquele tipo de luta não pode ser perdida. E sabemos o quanto uma mandíbula solta, teria virado o jogo para o adversário e Zairos definitivamente. Porém, ao 'quase' ter esse acidente. Qualquer pessoa que já tenha levado um soco, sente o nervosismo do 'quase' junto de Zairos e toda a audiência que torce por ele na cena. Pois a construção desse momento, nos dá o frio na barriga da possibilidade de derrota total por uma falta de atenção momentanea. O mesmo erro que a personagem Oberin comete em 'Game of Thrones' ao lutar contra 'Montanha'.

'....The first makes a piercing attack with the spear. Night Eye deflects the blow with his weapon in a vertical position, and immediately strikes down with its blade in a precise slice to his opponents's jugular. Unsuccessfully, the young hunter tries to stop the bleeding with both hands. He gasps as he falls on his knees, then crashes into the ground...' [Strom Dragons, L.S. Reis] - In this passage of the book, and in others to follow, as in the first fight of the character Minara as a Storm Dragon. We observe that the clashes tend to end quickly and the author makes a real effort to put his truth in the characters' movements and decisions. It is not uncommon to observe a fight where the inability to use your weapon the character kicks. Or, in another situation, use the same cable.
We see that in the classic movie 'Easy Rider', the characters of Dennis Hopper and Peter Fonda are about to start their journey. After starting their motorcycles, Peter Fonda in a symbolic gesture throws away his watch. And when the road opens up in front of you, the song 'Born to be Wild' explodes on the screen. What would be just another motorcycle movie, manages to redefine the meaning of traveling by motorcycle for an entire generation, making use of the music and its lyrics to constitute the action.
Master Leonardo Reis, in his book, does the same in scenes like when Zairos passes close to having his jaw broken by his opponent. Long before that in the book, he sets up a whole scenario, which makes us understand that kind of fight cannot be lost. And we know how much a loose jaw would have turned the game around for the opponent and Zairos definitely. However, by 'almost' having this accident. Anyone who has ever been punched, feels the nervousness of the 'almost' with Zairos and the entire audience that cheers for him in the scene. Because the construction of this moment gives us butterflies in the belly of the possibility of total defeat due to a momentary lack of attention. The same mistake that the character Oberin makes in 'Game of Thrones' when fighting 'Mountain'.
Duas gerações acima do autor do livro, na árvore genealógica do estilo que representa, está o Grão Mestre Leo Imamura[FOTO]. Segundo ele: ' ...O Mestre de Kung Fu faz boas escolhas, pois as mesmas são feitas com base na sua pessoa como um todo. Não se refere apenas a ação, mas também ao estilo artístico realizado...' . 
Mestre Leonardo Reis se desafia, ao inserir dentre as armas lendárias, um par de 'espadas curtas' que fazem referencia as facas que são usadas no estilo que pratica a quase 25 anos. - '... A war hammer, a set of twin swords, and a sword and shield set, take shape in the sand...' - Mestre Leonardo Reis é um exímio praticante de sua arte, e uma das suas críticas mais comuns ao artista marcial moderno, é de que ao se atingir um determinado nível, o mesmo tende a deixar a troca de experiencias técnicas de lado para não se expor. Seria então o autor, capaz de expor seu conhecimento marcial através das palavras? - '... The beautiful female warrior reaches the twin swordsand grabs them...' - '... He turns right away and blood flows from Moon Hawk´s mouth, the short sword of his dragon brother impaled in his belly...'

Two generations above the author of the book, in the family tree of the style he represents, is Grand Master Leo Imamura[PHOTO]. According to him: '... The Kung Fu Master makes good choices, because they are made based on his person as a whole. It doesn't just refer to the action, but also to the artistic style performed...' .
Master Leonardo Reis challenges himself, by inserting among the legendary weapons, a pair of 'short swords' that make reference to the knives that are used in the style he has practiced for almost 25 years. - '... A war hammer, a set of twin swords, and a sword and shield set, take shape in the sand...' - Master Leonardo Reis is an expert practitioner of his art, and one of his most common criticisms to the modern martial artist, is that when he reaches a certain level, he tends to leave the exchange of technical experiences aside so as not to expose himself. Would the author then be able to expose his martial knowledge through words? - '... The beautiful female warrior reaches the twin swords and grabs them...' - '... He turns right away and blood flows from Moon Hawk´s mouth, the short sword of his dragon brother impaled in his belly. ..'
LINK PARA COMPRA NA AMAZON CLIQUE AQUI

BUY NOW ON AMAZON CLICK HERE


Dentro de uma construção de texto por vezes tão visceral, o autor e Mestre de Kung Fu, parece homenagear sem perceber as velhas ilustrações fantásticas de Frank Frazetta e Boris Vallejo ao descrever sem piedade dos leitores mais sensíveis uma das três personagens principais - '...While he contemplates Minara´s beauty. The long hair adorning her face and the fascinating blue eyes show the most enchanting smile he has ever seen. Her legs, strong like the rest of her body, move in a harmonious conterpoint to her delicate feminine curves as she heads towards the stage...' 

O livro também trata de relações. Observamos relações de irmandade muito fortes, nas quais o autor faz uso de elementos ritualísticos e simbólicos, para conectar o leitor com a seriedade do ato. Também percebemos relações de Mestre e Discípulo, as quais não posso citar para não entregar muito[risos]. Porém, é muito claro que o livro gira em torno da relação 'pai e filho' de diferentes maneiras. - Vemos filhos enterrando os pais, vemos filhos divididos entre a irmandade e a obrigação filial, vemos pais que não conseguem passar a importância de preservar as tradições para os filhos. Vemos também filhos apegados a situações traumáticas com o pai e que mesmo tendo seu próprio filho, não se desapegam disso. E vemos filhos matando pais em função de terem sido gerados por estupro. 

Within a text construction that is sometimes so visceral, the author and Kung Fu Master, seems to pay tribute without realizing the fantastic old illustrations of Frank Frazetta and Boris Vallejo when describing without mercy to the most sensitive readers one of the three main characters - '.. .While he contemplates Minara's beauty. The long hair adorning her face and the fascinating blue eyes show the most enchanting smile he has ever seen. Her legs, strong like the rest of her body, move in a harmonious containpoint to her delicate feminine curves as she heads towards the stage... '

The book is also about relationships. We observe very strong brotherhood relationships, in which the author makes use of ritualistic and symbolic elements to connect the reader with the seriousness of the act. We also perceive Master and Disciple relationships, which I can't name so as not to give too much away [laughs]. However, it is very clear that the book revolves around the 'father and son' relationship in different ways. - We see children burying their parents, we see children divided between brotherhood and filial obligation, we see parents who fail to pass on the importance of preserving traditions to their children. We also see children attached to traumatic situations with their father and who, even having their own child, do not let go of it. And we see children killing parents because they were generated by rape.

Relações afetivas por vezes perturbadoras como algumas das descritas acima, me fizeram lembrar da obra cinematográfica 'Mad Max 2- The Road Warrior[FOTO]'. Pois no segundo filme, George Miller deixa mais claro de que tipo de mundo estamos falando. E apesar de ser um grande fã desta antologia, eu não gostaria de viver no mundo de Mad Max. De fato, como leitor ávido de fantasia, é um exercício que faço as vezes: 'Eu estaria disposto a viver nesse mundo?'. - Meus livros de fantasia favoritos são 'Conan' e 'Witcher'. E eu não gostaria de viver em nenhum daqueles mundos.
Já em 'Storm Dragons', na primeira vez que a Night Eye aparece, é tudo muito genial. Vemos os personagens que o estão caçando numa conversa ao redor da fogueira, com um deles contando vantagem. O autor envolve você e o convida a sentar junto daquelas personagens, e o faz achar graça dos exageros daquele narra aventuras que nunca aconteceram. Isso tudo, para momentos depois descrever um verdadeiro massacre destas mesmas personagens. Confesso que foi uma quebra de expectativa, mas achei muito inteligente a construção da cena, para que pudéssemos saber sobre a índole e capacidade de Night Eye.

Affective relationships, sometimes disturbing, like some of the ones described above, reminded me of the cinematographic work 'Mad Max 2- The Road Warrior[PHOTO]'. For in the second film, George Miller makes it clearer what kind of world we are talking about. And despite being a huge fan of this anthology, I wouldn't want to live in the world of Mad Max. In fact, as an avid fantasy reader, it's an exercise I do sometimes: 'Would I be willing to live in this world?' - My favorite fantasy books are 'Conan' and 'Witcher'. And I wouldn't want to live in any of those worlds.
In 'Storm Dragons', the first time Night Eye appears, it's all very cool. We see the characters who are hunting him in conversation around the campfire, with one of them bragging. The author involves you and invites you to sit with those characters, and makes you laugh at the exaggerations of the one who narrates adventures that never happened. All this, for moments later to describe a real massacre of these same characters. I confess that it was a breach of expectation, but I thought the construction of the scene was very intelligent, so that we could know about the nature and capacity of Night Eye.


Quando falamos em cinema, também percebemos que tendemos a acompanhar o filme pelo ponto de vista de uma única personagem. Em casos mais elaborados como no filme 'Crash', temos diferentes perspectivas que nos fazem inclusive questionar nossas certezas anteriores. Porém, tendemos a nos identificar sempre com a personagem mais forte, com o principal, etc... E aos 38 anos de idade, sendo apenas oito anos mais velho do que Zairos, me perguntei se gostaria de ser ele. 
Sem entregar muito da história, os Storm Dragons são uma guilda de sacerdotes e guerreiros que precisam impedir que o mundo entre em guerra. Então, o Deus Dragão impos a lei de que um desses guerreiros deveria ser derrotado para que a guerra acontecesse. Ou tendo ele vencido, caberia a ele escolher paz ou guerra. Observamos então que um Storm Dragon nunca perde e eles sempre escolhem 'Paz'. 
Em determinado momento, na dúvida se a vitória vai acontecer, uma criança que é filha de um dos personagens principais. Tranquiliza a si  mesma ao lembrar-se de que : 'Um Storm Dragon nunca é derrotado'. - Nesse momento, interrompi a leitura por alguns minutos, e me imaginei sendo um Storm Dragon. Fiquei pensando na vida sob tamanha pressão, que esses guerreiros levavam. Desde a sua escolha como aprendiz, até o momento de sua última luta antes de se aposentar. Ele NUNCA poderia perder... Então, sendo eu mesmo um profissional de artes marciais, me coloquei depois na pele dos mentores que preparavam os novos Storm Dragons: 'E se uma das crianças desistisse? ... E se uma delas após os sete anos de treino dissesse : Vou precisar parar por um tempo? ' - Esses dois pensamentos conseguiram me fazer não querer ser um Storm Dragon e nem um de seus mentores. Pois tinha muito em jogo o tempo todo. 

When we talk about cinema, we also realize that we tend to follow the film from the point of view of a single character. In more elaborate cases like in the movie 'Crash', we have different perspectives that even make us question our previous certainties. However, we tend to always identify with the strongest character, the main character, etc... And at 38 years old, being only eight years older than Zairos, I asked myself if I would like to be him.
Without giving away too much of the story, the Storm Dragons are a guild of priests and warriors who need to stop the world from going to war. So, the Dragon God imposed the law that one of these warriors must be defeated in order for the war to take place. Or having won, it would be up to him to choose peace or war. We then observe that a Storm Dragon never loses and they always choose 'Peace'.
At one point, in doubt whether the victory will happen, a child who is the daughter of one of the main characters. She reassures herself by remembering that: 'A Storm Dragon is never defeated'. - At that moment, I stopped reading for a few minutes, and imagined myself being a Storm Dragon. I kept thinking about the life under such pressure these warriors led. From his choice as an apprentice, to the moment of his last fight before retiring. He could NEVER lose... So, being a martial arts professional myself, I later put myself in the shoes of the mentors who prepared the new Storm Dragons: 'What if one of the kids gave up? ... What if one of them after seven years of training said: I'm going to need to stop for a while? ' - These two thoughts managed to make me not want to be a Storm Dragon or one of its mentors. For there was a lot at stake all the time.
Parafraseando o título de um dos capítulos "The Beginning of the End", a ideia do autor parece ter sido comentar que a partir de uma lógica reversa, seria possível traçar um caminho de trás para frente de maneira extremamente coerente e até mesmo esconder várias surpresas positivas neles. Sendo assim, o desafio não seria encontrar o destino desejado (e assim os riscos de se perder pelo caminho são minimizados),mas sim encontrar uma jornada rica que nos leve não "ao", mas a "um" ponto de partida que faça sentido. 
 O autor já considerou em conversas comigo, que seguindo uma versão que muitos acreditam, o Ving Tsun Kung Fu[arte que ele pratica] teria sido criado a partir de seu nível final e que por isso é tão  coerente e eficaz. O autor começou a história pelo seu final, surpreendente e de triar o fôlego[por sinal], para construir uma história excepcionalmente bem amarrada e cheia  de surpresas.
Acredito que ler o livro de maneira atenta as escolhas feitas pelo autor, as diferentes naturezas de relações que ele escolhe explorar, a composição das cenas, as listas de elementos que ele elencou e utilizou para montar a história. Como ele descreve as lutas [Algo pelo qual Bernard Cornwell é tão elogiado]. E com qual maturidade ele engendra tudo isso, é onde reside a importância de um Mestre de Kung Fu se dispor a escrever um livro de fantasia e não de técnicas. 
Recomendo profundamente a leitura. 

Paraphrasing the title of one of the chapters "The Beginning of the End", the author's idea seems to have been to comment that from a reverse logic, it would be possible to trace a path backwards in an extremely coherent way and even hide several surprises positive in them. Therefore, the challenge would not be to find the desired destination (and thus the risks of getting lost along the way are minimized), but to find a rich journey that takes us not "to", but to "a" starting point that makes sense. .
 The author has already considered in conversations with me, that following a version that many believe, the Ving Tsun Kung Fu [art that he practices] would have been created from its final level and that is why it is so coherent and effective. The author started the story with its ending, surprising and breath-taking [by the way], to build a story exceptionally well tied and full of surprises.
I believe that reading the book attentively to the choices made by the author, the different natures of relationships he chooses to explore, the composition of the scenes, the lists of elements he cast and used to assemble the story. How he describes the struggles [Something Bernard Cornwell is so praised for]. And with what maturity he engenders all this, that's where the importance of a Kung Fu Master is willing to write a fantasy book and not techniques.
I highly recommend reading.


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myv