Apoie o Blog!

segunda-feira, 8 de março de 2021

Master Julio Camacho's mother. The “Si Taai” [師太].


 No ”Dia Internacional da Mulher”, este artigo fala um pouco de uma pessoa que mesmo em quase quinze anos de existência desta página, não havia ainda recebido a devida homenagem: Senhora Vera Camacho[foto].
Quando falamos de “Mãe” em chinês, me ocorrem neste momento, duas possibilidades: A primeira delas, é de quando falamos da “Mãe” de alguém. Neste caso, falamos 母亲 [mǔqīn] . Onde qīn[亲] pronuncia-se como algo aproximado de “tchin“ e está relacionado a parentesco. E mǔ[母], significa  “Mãe”. Como não poderíamos simplesmente dizer ou escrever mǔ[母], coloca-se  qīn[亲] para se formar um substantivo. Então entendemos que esta é a maneira pela qual chamamos uma “Mãe” que não a nossa. Porém ao me referir a minha própria “Mãe”, eu posso dizer: 妈妈 [māma], algo como  “Mamãe“, mas observe que os ideogramas mudam. 
Em português [ ou inglês] também podemos nos expressar diferenciando a “Mãe” de alguém da nossa própria, mas esta em especial, é a “Mãe do Si Fu”.

On "International Women's Day", this article talks a little about a person who, even in the almost fifteen years of existence of this page, we did not mention so much as she deserved: Ms. Vera Camacho [photo].
When we speak of “Mother” in Chinese, two possibilities occur to me at this moment: The first is when we speak of someone's “Mother”. In this case, we speak 母亲 [mǔqīn]. Where qīn [亲] is pronounced something like "tchin" and is related to kinship. And mǔ [母], means "Mother". As we could not simply say or write mǔ [母], qīn [亲] is used to form a noun. So we understand that this is a way in which we call a "Mother" other than ours. However, when referring to our own “Mother”, we can say: 妈妈 [māma], something like “Mom”, but observe that the ideograms change.
In Portuguese [or English] we can also express ourselves to differentiate the "Mother" from someone from our own, but this one in particular is the "Mother of Si Fu".


E foi exatamente Si Fu, que por inúmeras vezes falou de um livro que lhe chamou a atenção certa vez, pois estava escrito nas primeiras páginas uma indagação a respeito da sorte que o leitor tinha de estar lendo aquelas palavras. Pois o autor comentava sobre a série de episódios engendrados através da genealogia do leitor, para que o mesmo tivesse nascido. Desta forma, se por alguma razão a Sra. Vera Camacho[foto acima] não houvesse ido naquele primeiro encontro com o pai de meu Si Fu. Provavelmente eu não estaria aqui agora escrevendo estas linhas. 
Além disso, um Si Fu não nasce pronto, e a “Mãe do Si Fu” conheceu ele de uma maneira e em uma época, que nenhum de seus seguidores pode imaginar. Ainda que tentemos.

And it was exactly Si Fu, who repeatedly spoke of a book that caught his attention once, because it was written on the first pages, a question about how lucky the reader was to be reading those words. For the author commented on the series of episodes engendered through the reader's genealogy, so that he was born. Thus, if for some reason Ms. Vera Camacho [photo above] had not gone on that first date with my Si Fu's father. I probably wouldn't be here now writing these lines.
In addition, a Si Fu is not born ready, and the “Si Fu's Mother” met him in a way and at a time that none of his followers can imagine. Even if we try.


Si Gung[foto] já disse algumas vezes, que quando alguém faz aniversário, os pais deveriam ser os principais homenageados. E foi ele também, que por inúmeras vezes apresentou publicamente a Sra Vera como “Mãe do Julio”. E essa, aos olhos do Si Gung e dos irmãos Kung Fu de Si Fu, é uma outra forma de se referir a essa pessoa. Não só nas palavras, mas no sentimento que a mesma carrega. 

Si Gung [photo] has said a few times, that when someone has a birthday party, the parents should be the main honorees. And it was he, too, who publicly introduced Mrs. Vera as the “Julio's mother”. And this, in the eyes of Si Gung and Si Fu´s Kung Fu brothers, is another way of referring to that person. Not only in the words, but in the feeling that it carries.
Em 1997 , a “Mãe do Si Fu”  passaria a ser chamada também de “Vó Éia“. Primeiro pela Jade[foto], que nascia naquele ano. E qual devem ter sido os tantos sentimentos que ela sentiu, ao ver sua primeira neta nascer? Afinal, Si Fu havia iniciado uma carreira profissional dentro do Ving Tsun, que num primeiro momento lhe pareceu não tão promissora quanto a anterior como publicitário. E agora, ele tinha uma filha. 

In 1997, “Si Fu's mother” would also be called “Grandma Eh-iah“. First by Jade [photo], who was born that year. And what must have been the many feelings she felt when she saw her first granddaughter being born? After all, Si Fu had started a professional career within Ving Tsun, which at first seemed not as promising as the previous one as a publicist. And now, he had a daughter.
Mas o apoio a nova carreira de Si Fu, não começou quando a Jade nasceu. Dois anos antes, quando Si Fu ainda dava as aulas no terraço da casa da Si Suk Ursula Lima [foto]. A Sra Vera resolveu pagar a mensalidade da então adolescente Ursula Lima [sua sobrinha], para que o número de praticantes na primeira turma de Si Fu aumentasse. E então, a  “Mãe do Si Fu”  também passava a ser conhecida no círculo marcial como  “Tia Vera “. A tia da futura primeira Mestra de Ving Tsun da América Latina, que viabilizara o início de sua jornada, sem ao menos imaginar o potencial estrondoso de sua sobrinha. 
Não satisfeita, quando Si Fu alugou sua primeira sala na Estrada do Tindiba, ela presenteou o local com um jogo de espelhos grandes para a parede. Segundo ela própria em relatos, para dar uma impressão de que tinham mais alunos na sala ou mesmo, que a sala parecesse maior.

But support for Si Fu's new career did not begin when Jade was born. Two years earlier, when Si Fu was still teaching on the rooftop of Si Suk Ursula Lima's house [photo]. Mrs. Vera decided to pay the tuition of the then teenager Ursula Lima [her niece], so that the number of practitioners in the first class of Si Fu would increase. And then, the "Mother of Si Fu" also came to be known in the martial circle as "Aunt Vera". The aunt of the future first Ving Tsun female Master of Latin America, who had made the beginning of her journey possible, without even imagining the great potential of her niece.
Not satisfied, when Si Fu rented his first room on  Tindiba Road, she presented the place with a set of large mirrors for the wall. According to herself in her own words, to give an impression that there were more students in the room.

Quando o ano de 2005 já estava quase se encerrando, a Sra Vera voltaria a ser a “Vó Éia“. Só que desta vez, da Julinha[foto]. Julia que não gostava de ir no colo de qualquer pessoa, dava a sua avó mais uma vez, a possibilidade de exercer essa função tão especial. 
Quando a Julia nasceu, Si Fu enfrentava um momento profissional desafiador, ainda assim ele diria - “Ótimo momento para ter um filho...Criança é sempre bom...“. Essa frase me tocou profundamente, mesmo com a minha imaturidade da época. E pensando bem hoje, mesmo com os desafios que teve de enfrentar na criação de Si Fu. A Sra. Vera foi capaz de prover a ele uma experiência, que não lhe tomasse futuramente, esse olhar tão animado em relação a paternidade. Mesmo num momento adverso.

When the year of 2005 was almost over, Mrs. Vera would be “Grandma Eh-iah” again. Only this time, from Julinha [photo]. Julia, who did not like to be held by anyone, gave her grandmother, once again, the possibility to exercise this very special function.When Julia was born, Si Fu faced a challenging professional moment, yet he would say - "Great time to have a child ... Children are always good ...". This phrase touched me deeply, even with my immaturity at the time. And thinking about it today, even with the challenges Mrs Vera Camacho had to face in raising Si Fu. Mrs. Vera was able to provide him with an experience, which would not take from him in the future, that look so happy in relation to fatherhood. Even in an adverse moment. 

E eu [foto a esq.] que escrevo essas linhas, tive [e tenho] a oportunidade de estar com ela por várias vezes. E observar a relação de Si Fu com ela amadurecer de uma maneira muito especial a medida com que os anos passam. E talvez, para traze-la ainda mais até a Família Kung Fu e para que a Família Kung Fu se aproximasse mais dela. Ela mais uma vez, passou a ser chamada de uma outra maneira no círculo marcial além das já citadas acima. Só que agora, não iríamos nos referir a relação dela com o Si Fu, com a Jade, Julia, ou mesmo com a Si Suk Ursula... Se tratava de uma relação nossa com ela: “Si Taai” [師太]. Um termo do dialeto cantonês próprio do círculo marcial que se refere a “Avó“. 

And I [photo on the left] that I write these lines, I had [and I have] the opportunity to be with her several times. And watching Si Fu's relationship with his mother in a very special way as the years go by. And perhaps, to bring her even closer to the Kung Fu Family and for the Kung Fu Family to get closer to her. She again came to be called in a different way in the martial circle besides those already mentioned above. Only this time, we would not refer to her relationship with Si Fu, with Jade, Julia, or even with Si Suk Ursula ... It was our relationship with her: “Si Taai” [師太] . A term in the Cantonese dialect proper to the martial circle that refers to "Grandmother".
Porém, nenhum de nós e nem a  “Si Taai” [師太] Vera, poderíamos imaginar o que estava por vir: Si Fu mudava-se definitivamente do Brasil para os EUA em 29 de Janeiro de 2020 [foto da despedida acima]. Com isso, poderia iniciar um trabalho inédito em solo americano, com tudo que aprendera com Si Gung por quase três décadas ininterruptas. O que não sabíamos, é que logo depois, o mundo seria assolado pela pandemia. E coube a Si Fu, fazer um dos movimentos que ele considerou um dos mais importantes que seu Kung Fu lhe possibilitou em todos estes anos.

However, none of us and neither “Si Taai” [師太], we could imagine what was to come: Si Fu definitely moved from Brazil to the USA on January 29, 2020 [photo of the farewell above]. With that, he could start an unprecedented work on American soil, with everything he learned from Si Gung for almost three uninterrupted decades. What we didn't know, is that soon after. The world would be hit by the pandemic and it was up to Si Fu, to make one of the movements that he considered one of the most important that his Kung Fu has enabled him in all these years.
Si Fu e Si Mo[foto] levaram “Si Taai” [師太] para viver com eles por alguns meses nos EUA. Com isso,  a quarentena que poderia ser muito dura para ela, passaria a ser a principal razão para que um vínculo muito forte fosse renovado com seu filho e confirmado com sua nora. 
E o filho que sumia nos finais de semana para surfar em algum lugar do estado do Rio na adolescência. Provia agora a sua mãe, um nível de cuidado muito maior do que ambos poderiam imaginar décadas atrás. Uma atenção cuidadosa que nem a carreira mais bem sucedida da história da publicidade poderia proporcionar. Mas que a vivencia profunda da Vida-Kung Fu com Si Gung, possibilitou a Si Fu desenvolver. 

Si Fu and Si Mo [photo] took “Si Taai” [師太] to live with them for a few months in the USA. With that, the quarantine that could be very harsh for her, would become the main reason for a very strong bond to be renewed with her son and confirmed with her daughter-in-law.
And the son who disappeared on weekends to surf somewhere in the state of Rio as a teenager, now provided his mother with a much higher level of care than both could have imagined decades ago. Careful attention that even the most successful advertising career in history could not provide. But that the profound experience of Kung Fu Life with Si Gung, enabled Si Fu to develop.


Dedico este “Dia Internacional das Mulheres“ a “Si Taai” [師太] Vera[foto], por ela ter cuidado do menino que um dia se tornaria o homem que me possibilitaria defender meus valores pessoais erguidos com a ajuda de meus pais. 
Sem sua dedicação irrestrita a seu filho , meu Si Fu Julio Camacho. Eu teria a vida que meus pais me deram, mas não a que meu Si Fu me ensinou a construir. 
Obrigado. 

I dedicate this "International Women's Day" to "Si Taai" [師太] Vera [photo], because she took care of the boy who would one day become the man who would allow me to defend my personal values raised with the support of my parents.
Without her unrestricted dedication to her son, my Si Fu Julio Camacho. I would have the life that my parents gave me, but not the one that my Si Fu taught me to build.
Thanks.



The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira “Moy Fat Lei”
moyfatlei.myvt@gmail.com