Apoie o Blog!

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Si Fu´s 30th year in the Kung Fu Family: What I saw.


[Si Fu e Jade no lendário apartamento da Pau-Ferro]
[Si Fu and Jade at the legendary Si Fu´s 
former house at Pau-Ferro Road]


 Para chegar até o Mo Gun, tudo o que eu precisava fazer no início da década de 2000, era pegar minha bicicleta preta e descer a rua Retiro dos Artistas em alta velocidade, ouvindo meu Walkman da AIWA. Da mesma forma, Si Fu entrava em seu Fiat Marea na Estrada do Pau-Ferro, e se dirigia até a Taquara, onde ficava o Mo Gun. Dessa maneira lembro do Si Fu estacionando o carro em sua garagem neste endereço, após uma manhã de Vida-Kung Fu, no qual nos reunimos para jogar futebol. Estávamos eu e Romarinho no carro. Si Fu apontava para mim que mais importante do que a maneira que jogamos naquele dia, tinha sido importante observar que eu havia cuidado de grande parte da organização: Aluguel do campo, convite, etc... E ele destacou o momento em que apesar de estarmos em cima do horário para sair do Mo Gun, muitas pessoas ainda estavam num ritmo lento e eu veementemente pedi que se apressassem. Si Fu chamava a minha atenção para o fato de eu nunca participar de nada e na maioria das vezes preferir ficar em silencio. Por que ali, tinha sido diferente ?

To get to Mo Gun, all I had to do in the early 2000s was take my black bike and speed down Retiro dos Artistas Street, listening to my AIWA Walkman. Likewise, Si Fu got into his Fiat Marea at Estrada do Pau-Ferro, and headed to Taquara, where the Mo Gun was located. That's why I remember Si Fu parking his car in his garage at this address, after a morning of Kung Fu Life, in which we got together to play soccer. Romarinho and I were in the car. Si Fu pointed out to me that more important than the way we played that day, it had been important to note that I had taken care of a large part of the organization: field rental, invitation, etc... And he highlighted the moment that despite As we were on schedule to leave Mo Gun, a lot of people were still at a slow pace and I vehemently asked them to hurry up. Si Fu drew my attention to the fact that I never participate in anything and mostly prefer to remain silent. Why had it been different there?


Naqueles tempos, a Jade estudava quase em frente ao prédio onde Si Fu vivia. Com isso, por muitas vezes ela o acompanhava até o Mo Gun[FOTO]. Nunca, em todos aqueles anos, ouvi Si Fu justificar uma dificuldade usando a Jade como desculpa. Ele seguia firme em seu propósito a frente do Mo Gun, inspirando uma série de outras pessoas, mesmo sendo pai e tendo toda uma vida complexa para cuidar fora da Família Kung Fu. 

In those days, Jade studied almost in front of the building where Si Fu used to live. With that, she often accompanied him to Mo Gun[PHOTO]. Never, in all those years, have I heard Si Fu justify a difficulty using Jade as an excuse. He continued his purpose ahead of Mo Gun, inspiring a lot of other people, even though he was a father and had a complex life to take care of outside the Kung Fu Family.

Sua posição de discípulo e de Diretor de Núcleo, por vezes fez com que ele precisasse se ausentar em viagens para fora do país. Na foto acima, vemos a surpresa preparada pela Jade, com uma faixa onde podemos ler: “Bem-Vindo papai”. 
E exatamente por esse tipo de gesto, que eu percebia de maneira ainda muito mal elaborada, que a conexão entre corações permite com que você faça o que tem que fazer sem que sua ausência seja sentida negativamente. Até porque, muitas pessoas estão presentes fisicamente mas o coração está em outro lugar... E Si Fu sempre estava presente de coração, onde quer que estivesse. 

His position as disciple and Director of a MYVT School, sometimes meant that he needed to be absent on trips abroad. In the photo above, we see the surprise prepared by Jade, with a banner where we can read: “Welcome home dad”.
It is precisely because of this kind of gesture, which I used to notice in a very poorly elaborated way, that the connection between hearts allows you to do what you have to do without your absence being negatively felt. Also because, many people are physically present but the heart is elsewhere... And Si Fu was always present from the heart, wherever he was.
[Si Fu e Jade no Marea]
[Si Fu and Jade inside his former Fiat Marea]

Como disse acima, Si Fu tinha um Marea. E para as condições da média da população brasileira, era um excelente carro. Por isso, quando ele me deu carona pela primeira vez e eu tinha apenas dezesseis anos. Voltávamos juntos depois que o Mo Gun tinha fechado. Quase chegando no Largo do Pechincha, deixei transparecer que estava impressionado por um profissional de artes marciais ter um carro tão bom quanto aquele. Si Fu percebendo, falou em poucas palavras da importância de estarmos atentos a nossa apresentação pessoal com relação a sociedade, e que aquela, era uma das coisas que o Ving Tsun proporcionava: Uma vida digna. 
Voltaríamos nesse assunto, sete anos depois, quando sugeri que gostaria de ser profissional e ele disse-me enquanto escolhia carne no antigo Wall-Mart da Barra: “Você nunca vai ser rico, pode esquecer. Mas eu garanto que você terá uma vida digna”.

As I said above, Si Fu had a Marea. And for the conditions of the average Brazilian population, it was an excellent car. So when he gave me a ride for the first time and I was only sixteen years old. We would come back together after the Mo Gun had closed. Almost arriving at Pechincha Square, I let it appear that I was impressed that a martial arts professional had such a good car. Si Fu realizing, he spoke in a few words of the importance of being aware of our personal presentation in relation to society, and that that was one of the things that Ving Tsun provided: A dignified life.
We would come back to this subject, seven years later, when I suggested that I would like to be a professional and he told me while choosing meat at the old Wall-Mart in Barra: “You will never be rich, forget it. But I guarantee you will have a dignified life”.

Mais tarde, Si Fu se mudou para a Barra da Tijuca no mesmo condomínio que os avós de Jade. Na foto, vemos Si Fu e Jade no período da mudança, jantando na casa da mãe de Si Fu, Sra Vera Camacho. 
O prédio que o Si Fu morava na Pau-Ferro para mim já era algo incrível. Pois quando alguém sai de Rocha Miranda, bairro onde nasci, morar em Jacarepaguá é o sonho possível. Alguém que consegue morar na Barra, precisava ser rico. 
Si Fu mostrava para mim a cada gesto que eu conseguia enxergar de sua vida particular. Que quando paramos de criar justificativas e colocamos o coração no que estamos fazendo, podemos perceber como promover algo incrível. 

Later, Si Fu moved to Barra da Tijuca in the same condominium as Jade's grandparents. In the photo, we see Si Fu and Jade in the period of home moving, having dinner at the house of Si Fu's mother, Mrs. Vera Camacho.
The building that Si Fu used to live in Pau-Ferro for me was already something amazing. Because when someone leaves Rocha Miranda, the neighborhood where I was born, living in Jacarepaguá is a possible dream. Someone who can live in Barra da Tijuca like he was doing, needed to be rich.
Si Fu showed me trough every gesture I could see of his private life. That when we stop making excuses and put our heart into what we're doing, we can see how to promote something amazing.
[Jade nos primeiros momentos na casa nova]
[Jade enjoys her new home in Barra da Tijuca]

Anos mais tarde, conversei com Jade[foto] sobre uma de suas tatuagens. Não estava entendendo o que ela significava. Jade fez uma tatuagem deste conjunto de prédios, devido a importância que eles tiveram e tem para ela. Aquela tatuagem me tocou muito, acho que faria o mesmo se descobrisse como tatuar o quintal dos meus avós. 

Years later, I talked to Jade[photo] about one of her tattoos. I didn't understand what she meant. Jade got a tattoo of this set of buildings, due to the importance they had and has for her. That tattoo touched me a lot, I think I would do the same if I figured out how to tattoo my grandparents' backyard.
[Jade conhece o novo carro de seu pai]
[Jade wih Si Fu´s new car for the very first time]

Mais tarde, Si Fu trocou seu Marea por um novíssimo Fiat Palio Weekend. Eu estava no Mo Gun com o Si Suk André Cardoso e lembro dele nos convidar para descer e ver o carro. Si Suk André é uma pessoal muito especial e ficou muito feliz pela conquista de Si Fu. Ele achava que esse modelo era mais condizente para transportar uma família e as amiguinhas da Jade do que o Marea. 
Aquela maneira de pensar me marcou profundamente. Devido a minha história de vida, ter um carro já era algo incrível, e escolher o modelo de acordo com o contexto de vida não sendo rico. Era algo impensável. Eu guardei aquelas palavras. 

Later, Si Fu traded his Marea for a brand new Fiat Palio Weekend. I was at Mo Gun with Si Suk André Cardoso and I remember him inviting us to go down and see the car. Si Suk André is a very special person and was very happy for the achievement of Si Fu. He thought that this model was more suitable for transporting a family and Jade's little friends than Marea.
That way of thinking left a deep impression on me. Due to my life story, having a car was already something amazing, and choosing the model according to the context of life not being rich. It was unthinkable. I saved those words.

Mais tarde, Si Fu precisou retornar ao antigo apartamento da Pau-Ferro novamente. Naquela mesma época, nasceu a Julinha, que a Jade segura em seu colo. 
Para mim, eu apenas fiquei feliz de ter Si Fu morando perto de casa novamente. Então ele pegava a estrada para a Barra da Tijuca, onde estava o novo endereço do Mo Gun, todos os dias.

Later, Si Fu had to return to Pau-Ferro's old apartment again. At that same time, Julinha was born, which Jade holds in her lap.
For me, I was just happy to have Si Fu living close to my home again. Then he took the road to Barra da Tijuca, where Mo Gun's new address was, everyday.
[Primeiro contato da Julinha com o Zafira]
[Julinha, Si Fu´s second daughter, first
 contact with Si Fu´s new ride]

Quando a Julinha nasceu e foi crescendo, Si Fu viu a necessidade de trocar de carro mais uma vez. A sua Zafira, marcou toda uma geração de praticantes. Pude viajar para São Paulo com Si Fu nesse carro, tivemos muitas conversas determinantes enquanto ele dirigia...E também peguei muitas caronas de volta para Jacarepaguá com ele e o Thiago Silva no banco traseiro. 
Tempos depois, ele resolveu investir numa pequena TV com DVD para que a Julinha pudesse assistir em sua cadeirinha no banco de trás. Eu sai com ele para fazer a instalação. Si Fu me explicava com muitos detalhes sobre a lógica que usava para fazer esses investimentos. Eu prestava atenção e tentava guardar tudo o que podia. E sabia, que uma vida baseada na excelência, tinha seu preço.

When Julinha was born and grew up, Si Fu saw the need to change cars once again. His Zafira marked a whole generation of practitioners. I was able to travel to São Paulo with Si Fu in this car, we had many decisive conversations while he was driving...And I also took a lot of rides back to Jacarepaguá with him and Thiago Silva in the back seat.
Later, he decided to invest in a small TV with DVD so that Julinha could watch it in her car seat in the back seat. I went out with him to do the installation. Si Fu explained to me in great detail the logic he used to make these investments. I paid attention and tried to save as much as I could. And I knew that a life based on excellence had its price.
Si Fu então mudou-se ao final da década de 2000, para um apartamento muito marcante no bairro da Freguesia. Jade[foto] entrava na adolescência e eu frequentava bastante esse local. Por conta da varanda ser extensa, conseguíamos tranquilamente praticar ali.. 

Si Fu then moved in the late 2000s to a very striking apartment in the Freguesia district. Jade[photo] was entering her teenager years and I used to go to this place a lot. Because the balcony was extensive, we were able to calmly practice in this place.

 Após um período de transição, Si Fu mudou-se para aquele mesmo condomínio dos avós da Jade na Barra[FOTO]. Desta vez muito mais firme em suas convicções, mesmo vivendo um momento financeiramente desafiador, Si Fu fez esse movimento para estar próximo a família. Muitas coisas me marcaram naquele período, mas uma das mais marcantes, foi o fato de Si Fu ter tido a possibilidade de morar num apartamento sem custos por um período. Ele preferiu não faze-lo dizendo-me : “O preço mais a frente, vai sair muito mais caro”.  
Aquelas palavras me remeteram as conversas em seu Marea e no Wall-Mart... Eu finalmente entendia a ideia de “dignidade”. Eu achava que Si Fu estava se referindo a ganhos financeiros, mas naquele momento percebi que “ser capaz de ter uma vida digna”, era algo muito mais profundo...

After a period of transition, Si Fu moved to that same condominium Jade's grandparents in Barra. This time, much more firmly in his convictions, even though he was experiencing a financially challenging time, Si Fu made this move to be closer to his family. Many things marked me during that period, but one of the most striking was the fact that Si Fu was able to live in an apartment free of charge for a period. He preferred not to do it saying to me: “This will have a bigger cost in the future”.
Those words reminded me of conversations on his Marea and at Wall-Mart... I finally understood the idea of “dignity”. I thought Si Fu was referring to financial gain, but at that moment I realized that “being able to have a dignified life” was something much deeper...

Si Fu então me disse :“Eu não me vejo como morador de um bairro em específico. Hoje claramente, eu me vejo como um cidadão do mundo”. - Tempos depois ele mudava-se para os EUA onde reside até o presente momento[FOTO]. Si Fu mudou-se algumas vezes antes dos EUA, teve ainda outros carros e inclusive preferiu não ter mais nenhum. Hoje, posso enxergá-lo como um grande realizador. Alguém que com todas as dores que a vida promove, escolhe sempre a ação assertiva do que a justificativa ensaiada. 
Uma vida baseada na excelência tem seu preço sim, mas a marcialidade que Si Fu desenvolveu nesse período de 30 anos. Permite com que ele tenha a força necessária para agir de acordo com seus valores e lidar com as consequencias. Talvez seja por isso, que ele tenha escrito em seu livro “Tao do Surf”, que se “ voce acha que pode ou que não pode. Em ambos os casos, voce está com a razão”.

Si Fu then told me: “I don't see myself as a resident of a specific neighborhood. Clearly today, I see myself as a citizen of the world”. - Sometime later he moved to the US where he lives until the present moment [PHOTO]. Si Fu moved a few times before move to the US, and he still had other cars and even preferred not to have any more. Today, I can see him as a great doer. Someone who, with all the pain that life promotes, always chooses assertive action over rehearsed excuses.
A life based on excellence has its price, yes, but the martiality that Si Fu developed in this period of 30 years. It allows him to have the necessary strength to act in accordance with his values and deal with the consequences. Maybe that's why he wrote in his book “Tao do Surf”, that if “you think you can or you can't. In both cases, you are right”.




The Disicple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com