Apoie o Blog!

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

A LIFE DEDICATED TO MARTIAL ARTS


PHOTOS BY Fernando Xavier

 Entre os longínquos anos de 2008 e 2015, eu era um representante do meu Mestre no bairro do Méier. Eu ainda não tinha recebido minha titulação, e como coordenava uma 'base avançada' [digamos assim]. Precisava aproximar de alguma maneira, os alunos daquele período da imagem do Si Fu Júlio Camacho. Portanto, me dedicava muito a contar histórias e dar exemplos baseados em sua pessoa. Com isso, não pensava que o Si Fu era perfeito. Acontece que eu buscava recortar das histórias que vivenciava com ele, ou que sabia de oitiva. Como ele lidava com cada situação através de uma Perspectiva Kung Fu. Porém, nunca gostei de ser chamado de 'um grande contador de histórias'. Esse nunca foi meu objetivo. Eu sempre acreditei muito no poder do estudo da Genealogia de nossa Linhagem, tendo no Si Fu, o ancestral vivo mais próximo. Essas passagens, permitiam com que os alunos se apoiassem no potencial, e se inspirassem a reverem suas próprias decisões. Si Taai Gung Moy Yat, parecia chamar isso de 'usar o cérebro do Si Fu'. 
E foi por isso, que anos depois com a anuência do Si Fu, resolvi falar de sua trajetória numa perspectiva de alguém que dedicou grande parte de sua vida[a maior parte dela]. A transmissão de uma arte chamada Ving Tsun. 

Between the distant years of 2008 and 2015, I was a representative of my Master in the Méier neighborhood . I still hadn't received my Master´s degree, and how I coordinated an 'advanced base' [let's call it this way]. I needed to somehow bring the students of that period closer to the image of Si Fu Júlio Camacho. Therefore, I dedicated myself a lot to telling stories and giving examples based on his person. With that, I didn't think that Si Fu was perfect. It turns out that I tried to cut out the stories that I lived with him, or that I knew from hearing. How he handled each situation through a Kung Fu Perspective. However, I never liked being called 'a great storyteller'. That was never my goal. I've always believed a lot in the power of studying the Genealogy of our Lineage, having in Si Fu, the closest living ancestor. These passages allowed students to build on their potential and be inspired to review their own decisions. Si Taai Gung Moy Yat, seemed to call it 'using your Si Fu's brain'.
And that's why, years later, with Si Fu's consent, I decided to talk about his trajectory from the perspective of someone who dedicated a large part of his life [most of it]. The transmission of an art called Ving Tsun.

Com o auxílio de meu irmão Kung Fu Fernando Xavier, montamos uma estação de transmissão do conteúdo. Com isso, as pessoas de suas casas podiam ouvir e ver o que era dito com muita qualidade, bem como aqueles que se dispuseram a estar presentes[FOTO]. 
Falar do Si Fu para mim sempre é um grande prazer. Afinal, tenho ele como alguém notável. Porém, não estava ali para papear. Eu refleti muito sobre como abordar cada tema que achava relevante, para que de alguma maneira houvesse um potencial de tocar um ou outro daqueles que estavam assistindo. 

With the help of my Kung Fu brother Fernando Xavier, we set up a content transmission station. With that, people from their homes could hear and see what was being said with great quality, as well as those who were willing to be present [PHOTO].
Talking about Si Fu for me is always a great pleasure. After all, I have him as someone remarkable. But I wasn't there to chat. I thought a lot about how to approach each topic that I thought was relevant, so that somehow there was a potential to touch the audience who were watching.

Para tal, me dediquei a montar uma apresentação de slides[FOTO] que não só pudessem me auxiliar a manter a linha de raciocínio, mas que ajudassem as pessoas a visualizarem o que eu estava falando. Procurei passar pelas histórias dos Patriarcas Ip Man e Moy Yat, bem como do Grão-Mestre Leo Imamura. Eu entrelacei da melhor forma que pude, todas essas passagens com a carreira do meu Mestre Julio Camacho. Pois queria que a audiência percebesse uma coerência presente nas atitudes do Si Fu, como uma espécie de DNA de nossa Linhagem.

To this end, I dedicated myself to putting together a slideshow [PHOTO] that could not only help me keep the line of reasoning, but that would help people visualize what I was talking about. I tried to go through the stories of Patriarchs Ip Man and Moy Yat, as well as Grand Master Leo Imamura. I intertwined, as best I could, all these passages with the career of my Master Julio Camacho. Because I wanted the audience to perceive a coherence present in Si Fu's attitudes, as a kind of DNA of our Lineage.

Em determinado momento, falei sobre uma palestra que Si Fu teria preparado com afinco, mas que ao chegar no Mo Gun só haviam dois praticantes. Um deles seria a Si Suk Ursula. Si Fu teria sido lembrado de focar em quem estava lá e não em que não foi. Quando toquei neste tema, da maneira que lembrava dele, percebi que estava falando para me ouvir. Em algum nível, eu sentia a falta de alguns praticantes participando daquele encontro. Não porque era eu quem estava falando, mas para demonstrar apoio e sintonizar com os demais. Porém, ao me ouvir, percebi que estava colocando minha energia nas pessoas erradas. E redirecionei meu foco. 

At one point, I talked about a lecture that Si Fu would have prepared diligently, but that when he arrived at the Mo Gun there were only two practitioners. One of them would be Si Suk Ursula. Si Fu would have been reminded to focus on who was there and not on who wasn't. When I touched on this theme, as I remembered it, I realized that I was speaking to hear myself. On some level, I missed some practitioners attending that meeting. Not because I was the one speaking, but to show support and tune in to others. But as I listened to myself, I realized that I was putting my energy into the wrong people. And redirected my focus.

Em 2022, percorro meu vigésimo terceiro ano como praticante de Ving Tsun sob a tutela do mesmo Mestre. Eu mesmo preparei a homenagem em vídeo de quando meu Si Fu completou 20 anos na Família Kung Fu. Rememorar alguns dos marcos de sua carreira como transmissor desta arte, foi muito emocionante. Pois pude viajar no tempo em vários momentos, e revisitar fortes emoções que rodeiam nossa relação. E mesmo com todo o planejamento que fiz, esses assaltos emocionais não puderam ser previstos. E de maneira muito consciente,  me referi ao Si Fu como 'Herói' em vários momentos da apresentação. E isso me fez refletir o que estou fazendo com minha própria trajetória como praticante, como um Si Fu e como profissional. - 'O que estou deixando para a posteridade? Serei eu o elo fraco da corrente?' - Me perguntei voltando para casa.  

In 2023, I am completing my twenty-third year as a Ving Tsun practitioner under the tutelage of the same Master. I myself prepared the video tribute of when my Si Fu celebrated 20 years in the Kung Fu Family.. Recalling some of the milestones of his career as a teacher of this art was very moving. Because I was able to travel in time at various moments, and revisit strong emotions that surround our relationship. And even with all the planning I did, these emotional assaults couldn't be predicted. And very consciously, I referred to Si Fu as 'Hero' in several moments of the presentation. And that made me reflect on what I'm doing with my own trajectory as a practitioner, as a Si Fu and as a professional. - 'What am I leaving for posterity? Am I the weak link in the chain?' - I asked myself coming home.


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira 'Moy Fat Lei'
moyfatlei.myvt@gmail.com