Apoie o Blog!

terça-feira, 9 de agosto de 2022

Weekly Chi Sau 黐手 with my Si Hing

 

Seja lá o que você goste de fazer, cabe uma pergunta: “Por quanto tempo você tem se mantido apaixonado por essa coisa?” -  Comigo tem sido assim com o Sistema Ving Tsun pelos últimos 23 anos... E tem sido muito bom, compartilhar dessa paixão com meu Si Hing Leonardo Reis. Já são dois anos nos encontrando semanalmente para praticar. Antes éramos um grupo maior, mas por casualidades da vida, acabou que apenas eu consegui ficar nesse processo. Para mim, foi bem melhor, pois tenho sua atenção apenas para mim. Não somos novatos, e por conta disso, costumamos ter inúmeras discussões já que a visão do Si Hing é sempre voltada para uma abordagem mais prática e a minha é mais sistêmica. Quando isso não acontece, praticamos e discutimos observações e estudos dele e meus.
Recentemente, demos uma pausa nos estudos do “Baat Jaam Do”, para focarmos no “Chi Sau” ao longo de todo o Sistema. Nesse momento que escrevo, estamos tentando fazer funcionar o “Jaau Sau” no “Cham Kiu”. Devido a nossa vivencia, quando vemos já estamos extrapolando para outra natureza que não a do “Cham Kiu” e precisamos parar e recomeçar.

Whatever you like to do, the question remains: “How long have you been passionate about this thing?” - With me it has been like this with the Ving Tsun System for the last 23 years... And it has been very good, sharing this passion with my Si Hing Leonardo Reis. It's been two years now, meeting weekly to practice. Before we were a larger group, but by chance of life, it turned out that only I managed to stay in this process. For me, it was much better, because I have his  attention only for me. We are not rookies, and because of that, we usually have numerous discussions since Si Hing's vision is always focused on a more practical approach and mine is more systemic. When that doesn't happen, we practice and discuss his and mine observations and studies.
We recently took a break from studying the “Baat Jaam Do” to focus on “Chi Sau” throughout the System. As I write this, we are trying to make “Jaau Sau” work in “Cham Kiu”. Due to our experience, when we see it, we are already extrapolating to a nature other than that of “Cham Kiu” and we need to stop and start over.
Si Hing Leonardo tem uma distancia técnica considerável em relação a mim, por isso ele sempre termina as práticas com mais gás do que eu. Por outro lado, eu consigo perceber quando não tem mais nada a ser feito, e ficamos empacados num determinado ponto. - “Vamos tomar um café?” - Pergunto nessas horas.  
Isso ocorre, porque nos últimos anos, pratiquei mais com pessoas as quais eu era responsável pela transmissão do Sistema Ving Tsun. Em outras ocasiões, como durante algum evento com Famílias diferentes, muitas pessoas não conseguem mais praticar comigo, apena com o “Mestre Thiago” ou o “Si Hing”. 
Meu Si Hing Leonardo, tem me dado uma valiosa oportunidade de praticar de igual para igual. Longe de uma preocupação com títulos e por ser mais antigo, ele olha apenas para o Thiago. E por isso, algumas falas são bem bacanas, e possíveis apenas para quem está conectado no nível humano - “Não adianta apelar para velocidade e energia... São recursos para pessoas mais jovens, para mim você está quase fazendo em câmera lenta... Se você não for mais sutil, eu vou perceber sempre...”

Si Hing Leonardo has a considerable technical distance from me, so he always finishes practices with more energy than I do. On the other hand, I can tell when there's nothing more to be done, and we get stuck at a certain point. - "Shall we have a coffee?" - I ask at these times.
This is because in recent years, I've practiced more with people I was responsible for passing down the Ving Tsun System. On other occasions, such as during an event with different Families, many people can no longer practice with me, only with “Master Thiago” or “Si Hing”.
My Si Hing Leonardo, has given me a valuable opportunity to practice as an equal. Far from worrying about titles and being older brother, he only looks at Thiago and not the title. And because of that, some lines are pretty cool, and possible only for those who are connected on a human level - “It's no use appealing to speed and energy... These are resources for younger people, for me you're almost doing it in slow motion.. If you're not more subtle, I'll always notice...”
[Ao final dos nossos “cafés”, Si Hing me acompanha sempre até meu carro]
[At the end of our “coffees”, Si Hing always accompanies me to my car]

Quando percebo o Si Hing pegando leve, eu chamo sua atenção. Eu prefiro errar 100 vezes e voltar para casa sem conseguir, do que sentir que ele está “pegando leve”. Porém, talvez uma coisa dita nesse período todo, tenha me tocado com mais força do que todas as demais... 
Estávamos praticando e o Si Hing reclamando de algumas coisas que estava fazendo. Em determinado momento ele disse o seguinte: “Está faltando... Sabe, tá faltando obstinação..” - Eu parei, soltei o ar olhando pra longe, coloquei as mãos na cintura quase não acreditando e perguntei - “Tá faltando obstinação?Sério?” - Talvez eu não estivesse acreditando no que tivesse escutado. Ele respondeu que “sim”, e fez alguns comentários. 
De todas as palavras que o Si Hing poderia ter escolhido, “obstinação” desceu muito mal. Eu realmente me orgulho da minha obstinação em tudo o que faço, e ouvir que a mesma está faltando, não foi nada fácil...  Depois desse comentário, tudo por dentro ficou mexido, e eu passei a confundir “obstinação” com mais velocidade, mais energia, e claro: Maior tensão. Com isso, o que já estava difícil, passou a ficar mais ainda... 
Esse tipo de experiência é muito importante, ela nos mantém humildes, com os pés no chão e só aumenta nosso desejo de nos superar a cada dia. Ao menos no meu caso tem sido assim... 

When I notice Si Hing taking it easy, I call his attention. I'd rather fail 100 times and come home without making it, than feel like he's "taking it easy". However, maybe one thing said during this whole period, touched me more strongly than all the others...
We were practicing and Si Hing was complaining about some things I was doing. At one point he said the following: "I dont know...It's something missing... You know, there's a lack of obstinacy.." - I stopped, let my breath out looking away, put my hands on my hips almost not believing and asked - "Is obstinacy missing? Really?” - Maybe I wasn't believing what I'd heard. He replied “yes”, and made some comments.
Of all the words that Si Hing could have chosen, “obstinacy” went down very badly. I am really proud of my obstinacy in everything I do, and hearing that it is lacking was not easy at all... After that comment, everything inside was shaken, and I started to confuse “obstinacy” with more speed, more energy, and of course: Greater tension. With that, what was already difficult, became even more..
This kind of experience is very important, it keeps us humble, down to earth and only increases our desire to surpass ourselves every day. At least in my case it was like that...


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com