Apoie o Blog!

quinta-feira, 20 de outubro de 2022

There is a genius in the Kung Fu Family - An allegory with the ocean.

[Em 2007 no aniversário da Matriarca da Linhagem Moy Yat]
[In 2007 on the birthday of the Matriarch of the Moy Yat Lineage]

Eu costumo fazer alegorias com o oceano e a praia quando algo acontece ou está acontecendo comigo... Vamos supor, que estou prestes a adentrar um novo projeto ou um momento de vida, em que tudo parece mais incerto do que costuma ser... Eu poderia me imaginar num frágil barquinho de madeira, me afastando cada vez mais da beira da praia em direção ao alto mar. Da mesma maneira, quando um relacionamento acaba, agora fica uma pessoa na beira da praia e me afasto novamente no mesmo barco. Porém, tem uma outra imagem que vem a minha cabeça... Desta vez sou eu nadando, em direção a uma bóia meteoceanográfica... O caminho até ela não será fácil, mas ela representa um marco a ser alcançado. E é desta maneira que percebo quando alguém tem um maior nível de excelência em relação a mim em alguma atividade. Essa pessoa se torna essa bóia flutuando em mar aberto... Algumas vezes, alcanço rápido, outras nem tanto, e outras vezes, essa bóia flutuando é o Si Hing Leonardo...

I usually make allegories with the ocean and the beach when something happens or is happening to me... Let's say, I'm about to enter a new project or a moment in life, where everything seems more uncertain than it usually is... I could imagine myself in a fragile wooden boat, moving further and further from the shore towards the open sea. In the same way, when a relationship ends, there is now one person on the shore and I walk away again in the same boat. However, there's another image that comes to my mind... This time it's me swimming, towards a meteoceanographic buoy... The path to it won't be easy, but it represents a milestone to be reached. And this is how I perceive when someone has a higher level of excellence than me in some activity. This person becomes this buoy floating in the open sea... Sometimes I catch up quickly, other times not so much, and other times, this buoy floating is Si Hing Leonardo...
[Ao desenvolver nossa amizade, descobri a paixão do Si Hing e sua esposa por Tênis. 
Então presenteei eles com duas das minhas biografias favoritas. 
Uma do Andre Agassi e outra da Sharapova]

[By developing our friendship, I discovered Si Hing and his wife's passion for tennis.
So I presented them with two of my favorite biographies.
One from Andre Agassi and one from Sharapova]


O Si Fu costuma falar que uma de minhas maiores fraquezas é minha mania de me comparar, mas é algo quase irresistível em alguns casos. Já estou completando dois anos de práticas constantes com o Si Hing Leo[FOTO]. E inclusive já escrevi sobre esses momentos em algum artigo... Porém, nos primeiros momentos não foi nada fácil. Você pode se imaginar acordando bem cedo, e saindo para praticar com alguém que sem fazer esforço algum, vai mostrar para você que todo o seu esforço e dedicação, ainda estão a anos luz dele. Eu pensava em porque estava indo, depois lembrava de toda a organização que precisei fazer, para ter aquela manhã livre com o Si Hing e pensava também na dedicação dele em me receber. 
Depois de mais de um ano de prática, como sempre caminhávamos até o meu carro, no clima gostoso do vento que bate nas ruas arborizadas de seu condomínio. Antes de dizer “Até logo” eu resolvi fazer um pedido - “Si Hing, queria te pedir uma coisa...” - Ele não se conteve em rir, provavelmente esperando algum pedido excêntrico por me conhecer por tanto tempo - “...Eu hoje me garanto no que se refere a prática com o bastão...” - Ele disse “ sei” agora mais sério - “... Mas eu queria saber, se você me ajuda a ficar melhor do que você no 'Chi Sau'...” - O Si Hing riu e aceitou. 
Talvez, você se pergunte o que se ganha com isso, mas eu realmente estava interessado em entender como alguém consegue ficar tão bom como ele é em “mãos livres”.

Si Fu usually says that one of my biggest weaknesses is my habit of comparing myself, but it's something almost irresistible in some cases. I'm already completing two years of constant practice with Si Hing Leo[PHOTO]. And I've even written about these moments in an article... However, in the first moments it was not easy. You can imagine waking up very early, and going out to practice with someone who, without making any effort, will show you that all your effort and dedication, are still light years away from him. I thought about why I was going, then I remembered all the organization I needed to do, to have that free morning with Si Hing and I also thought about his dedication to receiving me.
After more than a year of practice, as always, we walked to my car, in the pleasant weather of the wind that hits the tree-lined streets of his condominium. Before saying "See you later" I decided to make a request - "Si Hing, I wanted to ask you something..." - He couldn't help but laugh, probably expecting some eccentric request for knowing me for so long - "... Today I guarantee myself when it comes to practice with the Luk Dim Bun Gwan..." - He said "I know" now more seriously - "... But I wanted to know, if you help me get better than you at 'Chi Sau '...” - Si Hing laughed and accepted.
You may wonder what's in it for me, but I was really interested in understanding how someone manages to get as good as he is in "free hands" practice.



Geralmente, essas práticas com o Si Hing ainda ficavam ressoando por dias. Praticamos juntos todas as Sextas, e as Segundas costumo tomar um espresso com o Carlos[foto]. Gastava grande parte do nosso momento, falando das proezas e entendimentos do Si Hing. Carlos acabou se empolgando e começou a ir até a casa dele também, umas vez por semana, para praticar. 
Quando então estive com o Si Gung, comentei com ele que mesmo não tendo uma interação com o restante do Grande Clã, com seminários e nem nenhum desses encontros. O Si Hing Leo parecia sempre estar em sintonia com as coisas mais avançadas que o Si Gung traz nesses estudos. Isso sem contar, que presenciar as interações e reflexões técnicas dele e do Si Fu, me faziam me sentir perdido. Sobre isso, Si Gung comentou - “...Talvez seu Si Hing seja um gênio,mas acho que voce não deveria se depreciar tanto. É legal a admiração que você tem por ele, mas talvez você não esteja tão atrás quanto pensa...” - Si Fu havia feito a mesma consideração quando esteve em minha casa em Abril, mas confesso que é difícil enxergar isso. 
Estamos revendo o Sistema inteiro nos seus mínimos detalhes. Si Hing Leo tem tanta coisa pra compartilhar, que as vezes preciso pedir que não extrapole a natureza do Domínio que combinamos trabalhar[risos]. E atualmente chegamos ao “Biu Ji”, e esse é um tópico que tenho me dedicado muito. E em poucos minutos ele fez uma série de considerações tão inteligentes e tão sintonizadas com o que se discute hoje no Grande Clã, que eu soltei uma gargalhada espontanea, foi mais forte do que eu. Ele perguntou o que foi, e eu comentei - “Cara, você tem ideia do quanto eu estudei pra entender isso?E pra você é como se não fosse nada...É surreal” - Eu  me senti desconcertado e não conseguia parar de sorrir, enquanto mantinha as mãos na cintura e olhava para baixo. O Si Hing percebendo, falou que cada um de nós temos um caminho diferente para chegarmos ao entendimento do Sistema. Eu sei disso. Mas ali não estava o Si Fu Thiago ou o Mestre Thiago Pereira. Ali eu era um praticante frustrado.

Generally, these practices with the Si Hing were still resonating for days. We practice together every Friday, and on Mondays I usually have an espresso with Carlos [photo]. I spent much of our time talking about Si Hing's skills and understandings. Carlos ended up getting excited and started going to his house too, once a week, to practice with Si Hing Leo.
When I was with Si Gung Leo Imamura, I commented to him that even though Si Hing Leo did not interact with the rest of the Grand Clan, with seminars or any of these meetings. Si Hing Leo always seemed to be in tune with the most advanced things that Si Gung brings in these studies. Not to mention that witnessing his and our Si Fu's interactions and technical reflections made me feel lost. About this, Si Gung commented - “...Maybe your Si Hing is a genius, but I think you shouldn't depreciate yourself so much. It's nice the admiration you have for him, but maybe you're not as far behind as you think...” - Si Fu had made the same consideration when he was at my house in April, but I confess that it's hard to see that.
We are reviewing the entire System down to the smallest detail. Si Hing Leo has so much to share, that sometimes I need to ask him not to extrapolate the nature of the Domain we agreed to work on [laughs]. And currently we come to “Biu Ji”, and this is a topic that I have been dedicated a lot. And in a few minutes he made a series of remarks so intelligent and so in tune with what is being discussed today in the Grand Clan, that I burst out laughing spontaneously, it was stronger than me. He asked what it was, and I commented - “Man, do you have any idea how much I studied to understand this?And for you it's like it's nothing... It's surreal“. I smile, while keeping my hands on my hips and kept myself looking down. Si Hing, noticing and said that each of us has a different path to understand the System.I know that. But right there, I was not Si Fu Thiago or Master Thiago Pereira . There I was only a frustrated practitioner.

[O agradável condomínio onde vive o Si Hing].
[The pleasant condominium where Si Hing lives].


Demoramos dezesseis anos para desenvolvermos essa relação “Si Hing-Dai”. Em nossa primeira interação dezesseis anos atrás, tentei tudo o que achava certo no Chi Sau até que fui derrubado, e fiquei com o rosto sendo pressionado contra o chão pelo joelho do Si Hing - “Se continuar assim, você vai se machucar.”- Disse ele. Um ano depois, numa manhã de Sexta tentei de novo, e meu nariz quebrou. 

Mas eu consegui minha primeira vitória depois de tanto tempo: Convencer o Si Hing sobre a importância de tomar um espresso ao final da prática. Hoje nosso “café”, é um momento onde fazemos as considerações e conversamos sobre filmes, séries e reclamamos do que estão fazendo com “ Star Wars”. Isso se tornou parte fundamental de nossos encontros. Quem conhece o Si Hing, sabe que ele ficaria praticando até o último minuto. Porém, ainda penso nessa bóia meteoceanográfica flutuando no horizonte - “Será que se nadar muito, um dia eu alcanço? E o que eu faço se alcançar? Será que dá pra passar dela? E o que será que tem depois?” - Eu me pergunto.

Para um Mestre de Ving Tsun, um Líder de Família Kung Fu, talvez sejam motivações sem sentido. Porém, ainda existe um romântico das artes marciais, além desses títulos. E esse cara, ainda quer alcançar a tal boia flutuando no mar, chamada Leonardo Reis e ver o que acontece.

It took us sixteen years to develop this “Si Hing-Dai” relationship. In our first interaction sixteen years ago, I tried everything I thought was right at Chi Sau until I was knocked down, and my face was pressed against the floor by Si Hing's knee - "If you keep this up, you'll get hurt."- He said. A year later, on a Friday morning, I tried again, and my nose broke.

But I got my first victory after so long: Convincing Si Hing about the importance of having an espresso at the end of the practice. Today our "coffee time" is a moment where we make considerations and talk about movies, series and complain about what they are doing with "Star Wars". This became a fundamental part of our meetings. Anyone who knows Si Hing knows that he would be practicing until the last minute. However, I still think about this meteoceanographic buoy floating on the horizon - “Could it be that if I swim a lot, one day I'll catch up? And what do I do if I reach it? Is it possible to go beyond it? And what's next?" - I wonder.

For a Ving Tsun Master, a Kung Fu Family Leader, maybe these are meaningless motivations. However, there is still a martial arts romantic beyond these titles. And this guy still wants to reach that buoy floating in the sea, called Leonardo Reis, to see what happens.

A Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com